Ela se parece com a mãe, “QUE NÃO GOSTAVA DE MIM”, tanto quanto eu me pareço com meu pai, “QUE ELA NÃO SUPORTAVA!”


Você tem saudade de “uma época” de uma pessoa? Vou narrar o entrelaçamento de quatro vidas e vê como uma pessoa faz saudade em vários aspectos e sentidos. Começo com minha sogra, que sempre demonstrou má vontade em gostar de mim. Veja, bem, ela tinha “má vontade em querer gostar de mim”. Meu pai sempre teve a mesma má vontade em relação à minha esposa. Minha esposa, sempre percebeu a má vontade de meu pai, e eu, sempre fui ciente da má vontade e desgosto de minha sogra. Minha sogra sempre demonstrou os sentimentos dela para comigo, tanto quanto meu pai, para com minha esposa.

Minha sogra morreu. Meu pai morreu dias depois. Após a morte de minha sogra, tenho percebido gradativamente que minha esposa tem “trazido à tona em sua personalidade”, traços de caráter, comportamento, ações e atitudes de mãe dela. Como eu também sou humano, e sofro dos mesmos tipos de influências, heranças e hereditariedades, por certo, devo estar comportando, falando e agindo como o meu pai. Nesta situação, não há como ocorrer a osmose, pois, há grande desiquilíbrio.

Eu explico.

A situação de minha esposa é muito complicada e de difícil solução. Ela e meu pai, não se davam bem! A mãe dela, não era simpática a mim (não pergunte os motivos). Depois da mãe dela morrer, ela está revelando ter a natureza, preconceitos, discriminações e rancores da mãe! Ela, a minha esposa, não era simpática a meu pai, e, no entanto, por processo similar a ela, tenho também “trazido à tona em minha personalidade” traços de caráter, comportamento, ações e atitudes de meu pai…

Neste cenário:

Neste cenário, as vezes fico pensando no ponto de fusão, fissão e confusão cerebral de minha esposa! Suspeito que ela tenha herdado da mãe algo negativo por mim! Suspeito que eu esteja “mais parecido e agindo semelhante a meu pai”… logo, penso eu! Ela tem dois problemas emocionais, comportamentais, psicológicos, psiquiátricos e até psicanalítico para ser enfrentado em si. Afinal, tem que lidar com a negatividade da mãe para comigo, tanto quanto, tem que lutar com a minha aproximação e traços de comportamento, ação, atitudes de meu pai… que foram fatores que os mantiveram em trincheiras inimigas por longos anos.

Pois bem! Eu tenho saudades do tempo em que, minha sogra era viva, e meu pai era vivo, pois, nem ela, nem eu, exibíamos tanto o que herdamos de papai e mamãe seja na genética, ou nos traços de caráter! Foto é, que, a cada dia, ela mais se parece com a mãe, “QUE NÃO GOSTAVA DE MIM”, tanto quanto eu me pareço com meu pai, QUE ELA NÃO SUPORTAVA e convivia por educação e cordialidades. É um cenário complicado, pois, ela está em um ambiente de repulsa!

  

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s