Opinitivo e Pessoal

Como as serpentes em cativeiro!


– Não entendo como é que você consegue ainda estar com o mesmo homem. Eu já estou em meu terceiro casamento e você ainda com o mesmo? Qual o seu segredo em conseguir manter este homem te desejando sempre?

– Faço como as serpentes quando em cativeiro, querida!

– Não entendi a metáfora. Me explica, como é isto: serpente em cativeiro?

– Troco de pele algumas vezes por ano. Quanto ao sexo? Faço dele, como as serpentes fazem com seu estoque de alimento. Uma ou duas vezes por quinzena, deixando sempre “algo” para depois. Nunca satisfazendo totalmente o apetite; nunca deixando o apetite aumentar. Controlando as vontades como as serpentes controlam seu habitat alimentar, reservando parte para as crises, e controlando o ambiente.

– De onde você tirou esta ideia?

– De um documentário que passou na TV faz alguns anos!

– Nunca vi!

– E mais! Estando atenta às vibrações ao derredor; mantendo outras predadoras longe do meu terrário; E, depois da troca de pele, toda serpente está pronta para uma nova época de reprodução e nova etapa. É assim que mantenho o mesmo homem faz 25 anos. Como uma serpente que vive em cativeiro.

– Faz todo sentido!

6 comentários em “Como as serpentes em cativeiro!

  1. Que complicação esse “trocar de pele”. Sou tão tranquila que torço até para acontecer logo alguma coisa para não perder meu tempo – Se tiver que ser, que seja logo.

    Não quero ficar casada com um homem tendo que controlar seu “apetite”. Quanto ao sexo, quando começar a dar mais trabalho do que prazer é melhor deixar o sexo de lado e passar a ter prazer em compartilhar de outros momentos do casamento. Afinal, casamento tem fases e com o tempo, a própria natureza se encarrega de controlar a serpente, ops! Os ânimos sexuais.

    Adão, você assiste “Verdades Secretas”? A Eva Vilma faz um personagem que vive pelo prazer: Jogatinas e bebidas. Ela encontra um velhinho e se entusiasma. Bebe uns vinhos com ele e depois sugere que façam sexo. Ele fica encabulado e diz que está sem treino. Achei bonita a cena que finaliza com ela encostando a cabeça no ombro dele e perguntando: “E cafuné, você sabe fazer?”
    Tempo de casamento não quer dizer nada. Vejo casais que vivem superficialmente por uma vida inteira…
    Beijus,

    1. Trocar de pele, foi só uma metáfora para dizer que está sempre se atualizando, se modernizando, transformando-se… como “TODAS AS FÊMEAS FAZEM” para manter o encanto.

      Se está casada faz tempo, evidentemente, e consequentemente algum tipo de “controle” existe; seja emocional, sexual, psicológico, espiritual, social… sempre há algo que nos prende, ou nos prendam a algo ou a alguém.

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s