Opinitivo e Pessoal

A violência não está longe de nenhum de nós.


Não temos como evitar que nossos filhos sofram, ainda que tentemos protege-los de tudo que seja possível proteger. Mas, viver e correr perigo estão unidos e uma pequena e tênue linha os separa.

A situação humana nas últimas décadas tem decaído a tal ponto de a vida, a vida de outro humano, de outro semelhante é insignificante. A sensação e a impressão que temos é que tudo, todas as questões se resolve na base da violência extrema.

Há pessoas que matam por que o time dele perdeu e um “amigo” fez chacota; Outro mata a namorada por que ela estava sorrindo e se olhando no espelho; Há mortes diversas por motivos banais; questiúnculas triviais.

Diante deste cenário triste que a violência nos impõe, por mais que pensemos estarmos seguros, livres de muitos dos males das grandes cidades, não é verdade! Não estamos mais. A cidade onde moramos é pequena. Na última contagem do IBGE a cidade de Irecê teve quase setenta mil habitantes. Mas, já conta com índices de criminalidade altos.

Ontem, Pedro, ao retornar da escola esteve no meio de um tiroteio. Daqui de casa até a escola onde ele estuda, é mais ou menos 320 metros. E, a cerca de 100 da escola, quando voltava, esteve nesta situação em que dois homens fizeram emboscada para outro homem. Sem ter como se isolar, correr, proteger-se da situação. Estava de fato no meio de tudo. Chegou em casa trazido por uma tia que mora por perto.

Hoje estava mais tranquilo. Mas, ontem estava nervoso, e ainda tenso me ter presenciado o grau de violência que outros humanos causam, por motivos diversos. Não sabemos quais motivos levaram aqueles homens a tocaiar este outro. Sabemos pouco sobre o que aconteceu depois: se o alvejado morreu; se a polícia conseguiu identificar e prender os tais homens que fizeram a tocaia; se além deste homem, se alguém da família foi alvejado. É ali muito perto.

Eu dou conselho a meus filhos para evitar confrontos, debates, insultos, afrontas, insinuações, injurias, calúnias, balburdia, desordem, desrespeito, difamação, perseguição… e digo mais: melhor ser um covarde vivo do que um valentão e corajoso morto.

Volte para casa com o orgulho ferido, com a moral abatida, com o desaforo no bolso, com vergonha de ter sido humilhado, envergonhado. Mas, volte para casa vivo. Estes traumas ai, nós procuramos resolver ao longo dos muitos dias que viveremos mais.

A violência não está longe de nenhum de nós.

4 comentários em “A violência não está longe de nenhum de nós.

  1. Lembra a musica do Fagner:

    Com A se escreve amor e arma.
    Com B se escreve bola e bala
    Com C se escreve casa e Cela.

    Infelizmente estamos ilhados e enjaulados sujeitos a um mau humor.
    Cada dia a violência se aproxima e violenta todos nós e nos deixa bem próximos de nos tornarmos violentos.

    Voltar vivo é nossa única esperança Adão.

    Um abração.

  2. Que situação o Pedro passou! É um trauma que precisa ser traballhado. Além da violência, cresce o número de pessoas deprimidas e/ou com síndromes, como a do pânico; são pessoas mais sensíveis que não aceitam o que lhe é imposto.
    As famílias precisam resgatar seus valores e ter mais tempo para educar seus filhos. Esses bandidos, um dia foram filhos e seus pais, também foram filhos. Ninguém vira bandido da noite para o dia. Vemos pessoas de bem que vivem em lugares perigosos que não se dobram à criminalidade, porque possuem uma base familiar forte.
    Policiais muitas vezes não prendem os bandidos porque não têm onde colocá-los, daí surgem os justiceiros e pessoas revoltadas contra o sistema, o que não resolve nada – violência gera violência.
    À nós simples mortais que fazemos a nossa parte, resta-nos ter fé e acreditar na melhora.
    Beijus,

  3. Infelizmente estamos vulneráveis e muiiiiiito, muiiiiiito mesmo à insegurança e violência! Andamos nas ruas, não sabemos quem vamos encontrar! Lindo texto!abraços,chica

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s