Ações da alma Humana · Assuntos da Alma · Comportamento Social · Inteligência e Espirito · Lembranças e Nostalgias · Opinitivo e Pessoal · Participação, informação, comunicação

Este sete de setembro de 2013 é nosso segundo ano de INDEPENDÊNCIA


Acordei no horário de costume. Tomei a uma grama do medicamento glimeperida, que é a recomendação médica para o controle e ajuste do diabetes, e voltei para o sofá. É! Eu dormir no sofá esta noite, pois, os dois filhos resolveram invadir a cama, e, eu corri para o último refúgio do macho alfa. Quando minha esposa me chamou já era mais de dez. Mas, hoje é feriado, e faz muitos anos que não ligo a TV neste dia para não ter que acompanhar os desfiles, que hoje, pouca importância há para mim. O dia de hoje se tornou enfadonho, desde que os tais movimentos sociais, os sindicatos e outros assemelhados seqüestraram o dia para fazer movimentos políticos.

Eu e minha esposa sentados no sofá, ela me trouxe uma porção de café. Se tivesse eu feito o café teria  lhe servido uma porção, mas, desde quando ela desgostou do meu café que é ela quem sempre faz. Nada fora do lugar, nem há nenhuma novidade nestes eventos. E começamos a falar do mês de setembro. Falamos das nossas lembranças de quando éramos estudantes, das dificuldades que era participar dos eventos, porque nossas famílias, com poucas posses, impediam-nos, por não terem ou não quererem gastar com uniformes, roupas exigidas, sapatos, penteados, entre tantas outras exigências para se participar dos desfiles cívicos da época em que éramos jovens estudantes.

Nós conversamos sobre isto por mais de hora. Outra lembranças que ela puxou na memória foi a de que, é tradição nas famílias aqui da região, as comemorações, no mês de setembro, do dia de Cosme e Damião. É tão arraigado e tradicional isto, que desde o dia primeiro, e nos dias 7, 17 e 27 do mês, fazem comida típica da tradição, que é o caruru.

(O caruru é um prato afro-brasileiro feito de quiabos, a que se acrescentam camarões secos e peixe, e temperado com cebola, azeite de dendê, pimenta-malagueta, amendoim, castanha-de-caju etc..)

Mas! De todas estas lembranças, a que me faz ainda tremer, foi o sete de setembro de 2011 quando Kátia e Kaio chegaram de mais uma viagem, e que o médico especialista em hematologia, havia sido pessimista e tremendamente deselegante em dizer que não tínhamos condições de pagar pelo  tratamento que havia sido solicitado para nosso filho.

Ainda me doí aquelas lembranças. “Tem certas coisas que acontecem que é você quem tem que resolver” – Alma Gêmeas de Fábio Junior. E, naquele dia, eu não estava, a não ser desabafar, em condições de resolver nada. No entanto, Deus, que sempre está conosco, havia traçado uma linha de soluções, que, hoje! na visão que tenho de tudo que aconteceu, foi o inicio do fim da situação.

Naquele dia e no texto escrito recebi uns poucos comentários, entretanto, foram comentários, e também, algumas pessoas que comentaram AGIRAM de forma orquestrada, organizada, fraternal, amável e seguindo a orientação espiritual. E, depois daquele sete de setembro de 2011, nossa história veio se transformando.

Neste dia de hoje, sete de setembro de 2013, nosso menino, que já está com feições de homem feito, corpo de homem completo, com cabeça de adulto, com planos para o futuro, … ah! como tudo que escreveram naquele texto se cumpriu maravilhosamente bem! Veja aqui os comentários.

Aprendi estudando filosofia, que, as lembranças são mais fracas do que, o que de fato aconteceu. Hoje, ainda choro de lembrar daqueles dias. Mas, vamos dá um desconto, por que eu sou chorão! Todas as lembranças anteriores do dia 7 de setembro, são legais, boas, gostosas, mas, é inevitável não chorar em lembrar daqueles dias, que nos descortinava como funestos, tenebrosos, tristes, desesperançados. No entanto, tivemos outro final.

Neste dia de hoje, nosso menino está na rua desde cedo com dois amigos lá do IFBA. É! Ele está fazendo o mesmo curso técnico que eu faço. A diferença é que ele estuda na modalidade Integrado, e eu, estudo no horário da noite, e na modalidade subseqüente. Meu filho, semana passada, comentou que iria fazer o ENEM este ano, que iria concluir o ensino médio, e que, já estava pronto para ir morar numa capital, ou noutra cidade, em que exista os cursos que ele pretende fazer.

Ele não me perguntou: “O que você acha meu pai?”. Ele afirmou: “Vou fazer isto, aquilo, e mais aquilo” Ah! como fiquei feliz em ouvir meu filho comunicando seus planos e pretensões.

Eu só tenho que agradecer estas pessoas amigas que comentaram, e muito mais, aquela que além de comentar, se envolveram com minha família ao ponto de modificar, transformar o trajeto e caminho que estávamos trilhando. Foram dias tristes, mas, que logo se transformaram em dias alegres.

E o que aconteceu Adão?

Como o médico havia dito que não tínhamos condições financeiras de arcar com as despesas do tratamento, uns amigos, pela internet, ajuntaram e nos enviaram uma boa quantidade de dinheiro.

Uns amigos aqui da cidade fizeram a mesma coisa. A empresa onde trabalhei por muitos anos, os sócios, doaram quantidade de dinheiro igual, e, a partir de fevereiro de 2012, fizemos contato com outro médico, que fez o tratamento e acompanhamento de nosso filho.

Com o medicamento correto, com as orientações corretas, nosso filho nem teve que passar pela cirurgia de extração do baço. E, o mais impressionante! A ajuda que recebemos foi suficiente para concluir o tratamento e acompanhamento. Já comemoramos neste dia sete de setembro a reviravolta daqueles eventos.

Este sete de setembro de 2013, é nosso segundo ano de INDEPENDÊNCIA. É nosso dia de: Independência ou morte! Graças aos amigos, e nomes me chegam a mente, mas, não citarei, veja aqui os comentários, que contribuíram para esta nossa realidade.

Obrigado a todos vocês que nos auxiliaram naqueles dias, que, inevitavelmente nos trazem para este dia de hoje: INDEPENDÊNCIA, não de morte!

Um comentário em “Este sete de setembro de 2013 é nosso segundo ano de INDEPENDÊNCIA

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s