Opinitivo e Pessoal

45º aniversário: Feliz aniversário para mim!


 

 

Desde muito moço decidi não dá importância à data de meu aniversário. Não chego a ser como Jeremias, o profeta bíblico que esbravejou:

“Maldito seja o dia em que eu nasci! Jamais seja abençoado o dia em que minha mãe me deu à luz! Maldito seja o homem que levou a notícia a meu pai, e o deixou muito alegre, quando disse: “Você é pai de um menino!”  Jeremias 20:14-15

E também, não digo, de forma extrema como Jó:

Jó 3:2

O Livro (OL)

Que seja maldito o dia em que nasci, o momento em que fui concebido. Que nunca mais seja lembrado. Que nem sequer Deus o recorde, que fique mergulhado nas trevas eternas. Sim, a escuridão se apodere dele, nuvens negras o envolvam. Seja riscado do calendário; nunca mais seja contado como os outros dias do ano. Essa noite seja recordada como uma noite gelada e triste.” Jó 3:2.

Hoje, dia 07 de julho, de todos os anos depois de 1968 é o dia de meu aniversário. Minha esposa está ali deitada. Já chorou ontem; já reclamou por ter feito comida, ter comprado bebidas, convidados muitas pessoas, e no entanto, umas poucas vieram.

Eu, me sinto agraciado pelas pessoas que vieram; ela prefere lamentar e chorar a desdita e, sabe-se lá, os por quês todos as outras pessoas que ela convidou e não vieram. Eu prefiro me alegrar e estar muito satisfeito com as poucas que aqui estiveram. Comi. Bebi. Joguei dominó. Me divertir com as que aqui estiveram. Isto é importante.

Tenho um amigo que me disse recentemente: “conhecidos são muitos. Mas, amigos! Tenho poucos. Cabe numa página de agenda de uma dúzia de linhas, e nem todas estão escritas”.

A primeira vez que tive uma amizade não correspondida ao tanto que eu sentia, me ensinou que as minhas medidas, não serviam como trena, metro, cana, fita métrica, côvado … para o outro lado. E, quando soube, que o meu melhor amigo, aquele que eu chamava de “Toinho”, havia escrito na pesquisa que seu melhor amigo era outro colega, o Mauricio, que tinha olhos azuis, era riquinho, era bonito, parecia o anjinho das HQ da turma da Mônica, tinha uma casa num bairro de classe média… aquilo me deixou frustrado, no entanto me ensinou. O que é aqui, o tanto que existe em mim, não é, nunca será do mesmo tanto, nem existe regra para existir, e ser correspondido seja lá por quem for, o objeto de minha amizade, amor, atenção, carinho, afeto… não! Não é. Nunca será.

Eu não meço amizade por lembrar datas de aniversário. Não mesmo! Algumas pessoas que me são amigas, nem sabe de minha data, e muito menos eu, sei dos respectivos dias natalícios de cada um deles. O curioso é que sei, várias datas de aniversários. De janeiro a dezembro de cada ano, sei várias datas.

Por exemplo: amanhã, 08 de julho, sei! é aniversário de Veridiana Serpa.  Em janeiro é do filho de Veridiana. E por que sei? Pela relação que existe com a minha data de aniversário, e com, a data de aniversária de Kátia: 05 de janeiro. Outras pessoas fazem aniversário em Janeiro: Iara, Daniel. Em fevereiro: Beth Santana, Sarah. Em 02/06 uma amiga que faz alguns anos que não tenho contato. Em Agosto é Julie Rossi. Eu simplesmente sei.

No meu dia de aniversário eu gosto de ficar em casa. Se for dia de semana, eu decreto feriado. Desligo o celular. Os filhos, a não ser por força de avaliações, não vão à escola, minha esposa recebe folga de tudo; nem sempre há programação do tipo especial. Este ano, ela quis fazer uma comemoração. Fez comidas típicas. Convidou várias pessoas. E, só vieram aquelas que tem o costume de vir aqui em casa independentemente de ser ou não dia de aniversário. Elas apenas veem e aqui passam horas; alguns amigos de meus filhos até dias.

Hoje foi um dia de folga. Como já era domingo, pouco mudou. E, já faço minhas contas, e já faço minhas afirmações do tipo: o ciclo biológico já está entrando na ladeira abaixo; se bem que, ainda há muito para mim. Assim penso, e assim, minha esperança de longevidade me acaricia e me afirma. O fato é que, já nasci; já cresci; já reproduzi… falta envelhecer; falta morrer. Porém sempre há a possibilidade de no meio de reproduzi, envelhecer e morrer, acontecer muitas coisas.

Estou feliz! Estou na média das estatísticas. Já estou a atingir a idade média de vida dos brasileiros. Já me dou por realizado e satisfeito. Falta ainda algumas outras aventuras a serem vividas, conquistas e metas a serem alcançadas. A última, talvez seja viver até mais de um século; aparecer na TV como o mais velho do planeta. Mas, isto ai, é a última das últimas das conquistas. Meu filho Kaio disse: “Pode deixar que eu te enterrarei quando o senhor morrer aos 118 anos”. Então tá! Cumpra sua promessa filho! E que Deus te ouça; que os anjos digam amém, e que, muitos amigos e amigas possam comentar ou enviar mensagens, sabe-se lá, porque tipo de meios que existirão, nesta ocasião.

“Parabéns para mim, nesta data querida! Muitas felicidades. E que eu tenha 118 anos de vida”

Feliz aniversário para mim!

Anúncios

7 comentários em “45º aniversário: Feliz aniversário para mim!

  1. Quero parabenizar o casal por este momento tão sublime que é o da união entre duas pessoas que se amam. Que vocês sejam cobertos de bênçãos, felicidades e plena harmonia e que o caminhar dessa nova vida seja sempre para vocês caminhos de flores e esperança e a constituição de uma nova família sempre dentro da mais pura felicidade. Parabéns por esse passo tão importante e de tamanha grandeza em suas vidas e que hoje e sempre vocês sejam muito felizes e esses são os nossos verdadeiros e sinceros votos ao casal.

  2. De qualquer modo, Feliz Aniversário!
    E se convidado fosse, eu iria… e sua esposa não precisa se lamentar, porque importante é receber quem vale a pena receber, mesma uma única visita.
    Também não dou bola para aniversário. E chega a ser engraçado, porque de tanto não dar bola, as pessoas simplesmente não lembram dele e me parabenizam tempos depois…

  3. Yes party!!
    Parabéns pela nova idade, Adão!!
    Que você alcance as suas metas no próximo ano e que os amigos conquistados permaneçam sempre do seu lado!
    Dizem que só conhecemos os melhores amigos nos piores momentos, então, diga para a sua esposa não chorar por quem não apareceu. Se eles não aparecem em dia de festa, também não aparecerão quando precisarem! 🙂
    E que venham novos dias!!
    Beijus,

  4. Muito bem Adão, meus parabéns amigo e que força dos poucos seja a luz que nos ilumina a mola que nos impulsiona. Beleza de depoimento com muita clareza. Viver é mesmo estar nesta consciência do que somos e podemos como pessoa.
    Um abração e que venham outros tantos anos com saúde e alegria.

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s