Sem categoria

A música dos machos quando amam!


Recebi ao longo desta semana pelo menos cinco comentários de pessoas que acharam aqui um lugar par desaguar suas tristezas amorosas. Infelizmente, nós não sabemos, ou não temos por hábito ensinar nossos filhos a reagir as situações que envolvem emoções. O pior é que nem sempre se sabe, como reagir não é? São raros os casos, os pais, os irmãos que sabem, ou que podem auxiliar em momento tão intimo.

Eu me fiz só! Eu me construí sozinho nos momentos mais difíceis, nas questões emocionais. Tive que descobrir as dores que foi amar sem ser amado. Querer sem ser querido. Desejar sem ser desejado. Pedi e não ser atendido. Chamar a atenção e ser ridicularizado. Querr beijar e ser empurrado. Querer tocar e ser esquivado. Querer abraçar e ser afastado. Labutei, chorei, gritei com as dores das minhas paixões.

Aprendi de forma dolorosa com as desilusões. Criei regras. Impus limites ao meu gostar, como se me fosse possível controlar, e racionalizar os sentimentos, os desejos, as vontades e as paixões. Em certa época de minha juventude nomeei esta música: Crying in the Rain, cantada pelo grupo A-HA, a música dos machos quando amam. Ouça-a e leia a tradução. CLIQUE AQUI PARA IR YOUTUBE. Aqui outro video. E aqui outro mais: Legal este aqui

A-HA–Música dos machos quando amam. CLIQUE AQUI PARA IR YOUTUBE

Por longos anos vivi segundo as regras que criei. Tais regras eram para evitar sofrimento emocional. E, a música Crying in the rain, na época, representava um pouco das minhas regras. Ainda que estivesse sofrendo, era aqui que deveria reagir:

I’ll never let you see. The way my broken heart is hurting in me
Eu nunca deixarei você ver. O jeito que meu coração partido está me machucando

Funcionou? Sim! Minhas regras sempre me auxiliaram a cuidar de mim, bem como resguardar um oasis, em que eu pudesse recostar, pensar, pesar e agir.  Hoje, olho meu filho e pergunto: como é que ele está lidando com as emoções? Como está reagindo as desilusões? Eu sei o que ele responde: Tá tudo certo painho? Não mais do que isto. Será que já criou suas regras? As tem seguido? Chora quando não vejo e nem sei quando?

Parece que nascemos programados para reagir assim, às emoções. Como se as mesmas devessem ser controladas por rígidas regras, correntes pesadas, calabouços, porão da alma, Certo é que todos sofremos com nossas emoções. Em especial quando elas não ecoam. Quando elas nos provocam reações adversas. Quando não atendidas. Quando não correspondidas. Uma grande maioria de nós não sabemos lidar com as emoções. E, entramos em parafuso quando percebemos que a situação está fora de controle.

Fim:

Uma pura verdade tudo isso, eu estou escrevendo isso agora com os olhos transbordando de lagrimas pois daqui a pouco minha namorada vai terminar comigo.

Oh! gente porque isso tem que acontecer carambas, quando vc tenta se entregar de corpo de alma para uma mulher ela vem e quer falar isso pra … Bem! vou me arrumar pra receber uma das piores noticias da minha vida ”Eduardo acabou” …

parece que alguém da sua família morreu ou vc está morrendo pouco a pouco…. oh meu deus pq isso tem que acontecer… comentário que recebi esta semana.

Calma Eduardo! Ouça a música do A-HA! para inspirar. Saiba reagir. Apesar da dor em seu coração, chore na chuva garoto! E depois…

Algum dia quando meu choro estiver acabado,
Eu vou exibir um sorriso e caminhar ao sol.
Eu talvez seja um tolo, mas até lá,
querida, você nunca verá eu me queixar
Eu chorarei na chuva…

Anúncios

6 comentários em “A música dos machos quando amam!

  1. Adão, muitas mulheres também sofrem caladas, mas acho que isso acontece justamente quando não se quer perder o controle.
    Quando imaturos emocionalmente tendemos a fazer cavalos de batalha para qualquer dificuldade sentimental. Com o passar dos anos, as reações vão se aquietando justo por causa desse amadurecimento e quantas vezes somos platéia de nós mesmos, ao amenizar nossas dores?
    Quem tem filho sabe que ficamos em segundo plano e sofremos mais com a dor de um filho, do que com a nossa própria dor e para tanto, até para lhe dar segurança, sofremos calados. E quantas vezes antecedemos situações e como num filme deixamos a fita rolar. Um filho se apaixona pela primeira vez e consequentemente você já antecipa a dor da decepção, já que sabemos que nem toda paixão tem futuro.
    Como cantava Elis Regina (Aprendendo a Jogar) “Quem tem pavor do cachorro, quer sarna pra se coçar”
    Beijus,.

  2. Sempre estou sozinha em tudo que vou fazer, nao sei explicar porque isso, nao sei dizer como fiquei assim, isso porque la em casa somos sete irmaos.
    Só nao sei se me refiz assim, porque sinto que nunca se quer eu fiz, imagina refazer.
    Seu blog se chama, de corpo alma e espirito, logo sempre sera ponto pra falar da alma e do coração.

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s