Ações da alma Humana · Alma e vida feminina · Assuntos da Alma · Comportamento de homens · Inteligência e Espirito · Mulheres, Fêmeas, Feminino · Opinitivo e Pessoal · Relacionamentos, casamentos e contratos

Casamento: aprender, experimentar e aproveitar!


Ao longo da vida conjugal os casais vão, ou, ao menos deveriam ir conhecendo mais e melhor o seu consorte. Porém, nem sempre isto é verdade, e talvez, isto não é, e não seja uma verdade ampla, longa, comprida, extensa, real e integra. Credita sempre às mulheres uma maior entrega e também uma maior conhecimento dos parceiros do que o contrário. Mas, não é uma regra. Existe o contrário também.

Algumas vezes tenho que alertar minha esposa de que certas atitudes, antes de serem interpretadas como algo propositalmente realizada com o propósito único de a incomodar, de ferir, de provocar, pode ter sido feita exclusivamente por outro motivo simples: o meu gosto.

Já conversamos sobre várias situações e casos em que o parceiro faz algo, e não se faz aquilo para provocar o outro, mas, se faz pelo fato simples de se gostar. E também há a possibilidade de ser por ambos os motivos. Numa destas conversas eu citei o seguinte exemplo:

– Você mesma, quando compra algo  fora do orçamento, você faz consciente de que está saindo dos limites. Mesmo assim você o faz. E você pensa: Eu sei que Adão poderá ficar chateado! Vai lá e compra!.

 Você comprou por que o objeto te agradou e não para me provocar e perturbar. Ou seja, o item ter agradado a você produz um estimulo maior e grande o suficiente para você suportar algum tempo comigo chateado. Mas, você não comprou para me fazer ficar chateado! Isto não quer dizer que não se faça também com outros propósito. E se, é este o caso, é necessário fazer uma desconstrução deste tipo de comportamento, pois, mais prejudica do que ajuda.

Nos relacionamentos não existe uma regra de satisfação eterna. Cada um tem o que o torna mais satisfeito(a), contente, alegre e feliz. Cada um deve aprender a diferenciar ou identificar o que é que foi feito com o intuito e com prazer pessoal e não com a intenção de provocar os sentimentos contrários no outro. No entanto, isto não é fácil.

Certo dia numa discussão encerrei a mesma com a seguinte frase:

Certamente eu e você estamos casados com o único propósito de descobrir o que é que provoca ódio e rancor no outro. E então, passar a fazer isto todos os dias. Nós estamos casado para perturbar um ao outro. E eu fiz isto ai, porque eu sabia que você iria morrer de raiva quando eu terminasse!

Ela me olhou! E a discussão acabou!

Com o tempo vamos aprendendo a lidar com as pessoas. Vamos memorizando e criando em nós uma lista de ações, palavras, comportamentos, atitudes, e vários outras ações comportamentais, não por nós, nem para nós, mas para nossos parceiros, nossas parceiras, e isto faz muita diferença no dia-a-dia. Isto nos leva a um amadurecimento moral, ético, relacional de tal tamanho, que frases do tipo: viver para si, viver para o outro, viver em harmonia, viver sem egoísmo, viver plenamente, satisfação pessoal, amor próprio, amor, paixão… adquire uma extensão, comprimento, largura, e amplitude sem explicações ou meios de tradução para outras pessoas que pensam e atrelam tais circunstâncias ás palavras pejorativas do tipo: escravidão, prisão, tortura, inferno, isolamento, vida acabada… etc..

Viver assim é possível e cada um de nós temos a capacidade de aprender, experimentar e aproveitar. Não é fácil. Mas, quem foi que disse que seria?

Image 000

 http://marcosnoelcartoons.com/

Anúncios

2 comentários em “Casamento: aprender, experimentar e aproveitar!

  1. Se irmãos entram em conflito e tiveram a mesma base de educação, valores e tals. como não haver conflitos dentro do casamento? Enquanto houver convivência, haverão conflitos e sabemos que a relação está amadurecida, pelo modo como os conflitos são contornados.
    Bom fim de semana! Beijus,

    Obrigado Luma!

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s