Sem categoria

As vezes quero explicar, outras vezes só sentir!


Nós, os humanos, somos o que somos e as concepções acerca de nós, muda de acordo do ponto de vista que nos contemplamos. Somos, segundo alguns cientistas, a evolução das amebas e de outras substâncias existente num certo caldo nutritivo. Já há quem pensem e defenda que esta tal ameba que evoluiu até ao que somos hoje, veio de algum lugar no espaço. E, veio transportada de alguma forma até aqui, onde encontrou as condições necessária para sua evolução. Os teólogos tem certeza absoluta de que somos fruto de uma criação. De que somos produtos do amor de um ser poderoso, criador e pai de todas as criaturas e de todo tipo de vida.

Google Imagem: Sentimento e Ciência

Eu fico estudando e analisando as mais diversas teorias quanto a vida, suas variáveis e seus caminhos. Se é verdade esta teoria. Se é possível explicar. Como é que pode ter acontecido. Aquela senhora, a que disse ter visto minha luz disse-me que sou muito contemplativo de coisas e eventos que vão além das muitas explicações. É! Pode ser que sim. Por exemplo, hoje a noite quando retornava para casa ouvi um pregador numa igreja dizer:

– Você que veio para esta igreja e não sabe explicar por que você está aqui, eu digo: Deus te trouxe aqui! Deus age assim meu amigo. De maneira inexplicável. Se você pensa que não foi Deus, você está enganado! Foi Deus quem te trouxe aqui (Aleluia!). Você não tem como explicar. Você não sabe por que. Você não entende! Maaaas! É assim que Deus age!

Passei! E ele continuou falando. De imediato minha mente vasculhou entre as varias possibilidades para encontrar elementos para saber se estas afirmações poderiam ser verdadeiras e me veio esta questão:

– Se a pessoa está ali por que Deus a levou, mesmo sem saber que foi Deus, isto quer dizer que Deus manipula as decisões das pessoas. Deus interfere no livre arbítrio que dizem tão seguramente que temos, e que devemos usar para escolher e decidir nossas vidas, nossos destinos. Neste caso, Deus é o fraudador do livre arbítrio que se diz, que Ele nos concede.

Livre arbítrio: temos ou não temos. Temos e usamos ou temos e somos manipulados. Livre arbítrio é uma faculdade mental ou um sentimento produzido? É uma reação química possível de ser manipulada? Como manipular?

Será que outros sentimentos e outra faculdades humanas podem ser assim nomeadas e manipuladas. Aliás, nomear os sentimentos pode até parecer algo fácil. As vezes o que nos é difícil é identificar o que sentimos, e diferenciar um sentimento do outro. Para alguns, vingança se confunde com justiça. Educação e bons modos pode ser confundido com cantadas e assédios.

Cientificamente se pode argumentar que o amor está relacionado com a produção de uma certas substância: a . Bem como outros sentimentos estão relacionados a determinadas outras substâncias, o que nos classifica então como seres biologicamente químicos, e prontos para reagirmos aos estímulos e as produções químicas destas substâncias.

Por mais que saibamos e pensemos que  somos seres racionais. Somos seres emotivos. Somos seres físicos. Sentimos amor, pavor, ciúmes, inveja, caridade. Fé … tudo não passa de reações químicas. E nossos conceitos morais, nossas praticas éticas nada disso é real. Tudo é fruto de reações químicas de alguns cérebros ou da maioria dos cérebros de todos os humanos.  É! Alguns andam produzindo substâncias que levam a morte, a loucuras, intrigas, mentiras, dissabores, curiosidade, covardia, valentia, volúpia, assassinatos, devastações, etc. Por fim, já não tendo mais como alongar este texto, finalizo com esta frase

“Tem dia que eu acordo com vontade de dar nomes a sentimentos, em outros, eu quero apenas senti-lós “

Bem resumido e claro, sentimentos quimicamente purificados produzidos por cérebros quimicamente estimulados.

Anúncios

2 comentários em “As vezes quero explicar, outras vezes só sentir!

  1. Suas palavras sobre o livre arbitrio são de levar a reflexão. Mas, penso que é este crente ai que não sabe se expressar, e que todos nós temos arbitrio sobre nossas decisões. mas quem sou eu para discordar do que você já decidiu em seu senso ? Apenas outra pessoa que também pensa que ta decidindo por sim, quando, talvez quem sabe, é só uma manifestação manipulada… não é?

  2. Eu não consigo acreditar no que os outros falam. Sou do tipo que preciso sentir e mais ainda, tocar, presenciar, vivenciar.
    Porém, por mais que eu tente, não consigo compreender o homem vindo de uma mega explosão do espaço, ou de amebas, macacos, etc, porque mesmo assim, eu teria que questionar, quem os fizeram e porque os transformaram???
    Uma resposta traz mais uma pergunta, acreditar que existe um deus benevolente, fiel, amigo é bem mais fácil.

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s