Ações da alma Humana · Alma e vida feminina · Alma masculina · aniversário · Geral, amplo e irrestrito · Lembranças e Nostalgias · Opinitivo e Pessoal

15695 dias depois!


Em 07 de julho de 1968 nasceu o terceiro menino, filho de seu Raulino e de D. Maria Eulália. O nome Adão foi escolhido por que os dois outros filhos varões que haviam nascidos foram a óbito. As duas meninas, uma com a letra R, igual a dos dois meninos estava ruinzinha de saúde. Daí a conclusão de que a letra R deveria ser trocada.

Além disso, da troca de letra para os nomes de R para A, fora feita uma promessa a santa, salvo engano, Senhora de Aparecida, e tal promessa consistia em: Se nascer “menino macho” e vingasse, o nome seria Adão, e para confirmar a tal promessa, me fizeram de NAZIREU, ou seja, fui consagrado e o voto nazireato sobre mim, consistia em não cortarem o cabelo até certa idade, e quando chegasse o tempo de cortar, o cabelo deveria ser cortado em determinado tempo e lugar.

Bem esta parte não foi cumprida, e eu estou vivo até hoje. Meus outros irmãos, filhos de D. Maria Eulália foram todos iniciados com a letra A. A saber: Romildes, Ana Maria, Adão, Adonias, Adene, Adineia, Andréia, Abdias, André, Ailton. Sem contar os filhos de seu Raulino com D. Valdívia. Tá no blog a história.

Pois bem. Eu digo e reafirmo: a última geração de criança besta nasceram em 1968. Dai por diante só nasceram crianças sabidas e de olhos abertos. Eu também digo que minha geração é uma geração especial. Experimentamos tudo de bom, e vivemos uma época maravilhosa, gostosa, e exuberante, a década de 70 e 80, ainda que, neste período ocorreu o revolução militar.

Eu fui forjado para a vida. Fui treinado a suportar muitas situações, e a me virar nas mais diversas circunstâncias. Trabalhei em diversas idades e não reclamo do que tive que fazer ainda quando criança. Tinha que trabalhar e estudar, e no meio disso tudo, arranjava tempo para brincar, inventar, traquinar, fazer tudo que as crianças tem condições de fazer hoje, e uma grande maioria não fazem.

Meu pai me ensinou muito da arte dos pedreiros, mas eu para não trabalhar como pedreiro, preferir estudar. Mentia sobre trabalhos escolares, sobre horários de educação físicas, reuniões e trabalhos em grupo. E para dar credibilidade, tirava certo tempo para o estudo, afinal, quando eu era criança, enganar D. Maria não era para qualquer um. As vezes para sustentar a mentira, eu estudava, lia, escrevia para chegar em casa com conteúdo para responder as perguntas de minha mãe.

Trabalhei de contador, vendedor de tecidos, funcionário público fantasma. Fui para o internato. Estudei teologia, filosofia, grego, hebraico, história da igreja cristã, filosofia da educação, entre outras matérias. Abandonei o curso no sétimo semestre.  Casei com Kátia em 1994. Em 1995 nasceu o primeiro filho. Em 2000 o segundo.

Vim a este mundo para viver todos os dias possíveis. E nestes dias todos (43 anos = 15.695 dias) tenho muito mais para ser lembrado, ser comemorado do que para reclamar. Mas, hoje, excepcionalmente hoje, não irei reclamar de nada. A vida não é fácil. Mas, não é só para mim. A vida é o que é, para mim, e para todos os outros que estão vivos, e experimentando esta existência. É fato que há uns que parecem ser mais felizes do que outros, mas, todos somos felizes dentro da realidade criamos e que podemos experimentar e viver.

Hoje eu estou feliz por mais este ano. Mais um período. Mais um ciclo. Mais uma rodada concluída ao astro rei termina, e outra ciclo começa no segundo seguinte.  E você que chegou agora em minha vida, tenha sido hoje, ontem, mês passado, ano passado, seja bem vinda, bem vindo. Minha vida é assim, do jeito que você lê neste blog.  Nem mais, nem menos,  nem colocando, nem tirando. É do jeito que me deram. É do jeito que fiz. É do jeito que consegui fazer., do jeito que pude e que realizei.

Por meio dos dogmas  tentaram limitar e delimitar meu caminho. Os seguir por 18 anos de minha existência. Foram úteis em tempos em que sem os mesmos, minha existência teria sido dizimada, extinguidas. Várias doutrinas no entanto ainda me são úteis e as obedeço, as observo. Outras no entanto foram abandonadas. O fato é que tudo tem contribuído para eu aproveitar melhor meus dias. E assim pretendo passar mais estes 365 dias que a partir de  hoje se reinicia. Mais um ano! Espero estar aqui no próximo dia 07 de julho, e com mais novidades.

adaobraga e ph jogando Na imagem acima no sábado a noite 02 de julho eu e PH estávamos jogando Crash Bandcoot no PC.

Anúncios

6 comentários em “15695 dias depois!

  1. Adão Braga, ontem fui em sua casa. Pensei que o feriado decretado incluiria também a escola. Mas, você tinha compromissos lá e não te vi ontem. Mas parabéns cabra! Vamos juntos em mais um ano. Você é um super amigo. É muito bom ser amigo de quem também se admira e que se aprende e se percebe que se ensina.

    Grato por sua amizade. Parabéns!

  2. Parabéns!!!
    Deus lhe conscedeu mais um ano de vida.
    Espero que ele também lhe conscedo todos os desejos de teu coração!
    Que o Senhor te abençoe e te guarde;
    Que o Senhor faça resplandescer o teu rosto sobre ti e tenha misericordia de ti;
    Que o Senhor sobre ti levante o rosto e de paz!
    `
    É isso, felicidadessssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss

  3. Feliz aniversário!
    Que hoje e todos os demais dias de tua vida lhe sejam de lutas e conquistas, de saúde e paz.

    Eu gosto da história que leio, que você constrói como ator principal e demonstra toda a garra é perseverança que eu admiro nas pessoas.

    Coragem, sucesso!

    Felicidades!

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s