Ações da alma Humana · Alma e vida feminina · Assuntos da Alma · Comportamento de homens · Mulheres, Fêmeas, Feminino

Os amantes


– Eu precisava conversar com você sobre o que está acontecendo comigo! – Disse ele para mim. E, como sempre, as pessoas que me conhecem, nem tem a necessidade de pedir ou avisar que se trata de algum tipo de segredo.  Ele então continuou assim:

– Lembra que te falei que estou na faculdade?

– Sim! E o que tem acontecido lá?

– É que lá tem uma mulher…. – e balançando a cabeça como dizendo não acreditar no que estava acontecendo – bem, ela é demais!

– Sim que seja! Ela já acenou para uma possível aproximação?

– O pior é isto! Sim! E agora eu não sei o que fazer?

Eu ri por dentro. E o que fazia ele pensar que eu tinha alguma solução para ele? O que é poderia fazer com que ele pensasse que eu pudesse auxiliá-lo neste evento tão comum entre nós homens e mulheres? Não sei! Mas continuamos a conversa sobre até que ponto eles havia avançado. Ele então me explicou de onde haviam partido e onde estavam.

– Já aconteceu o contato visual. Já tocamos as mãos. Ela já me deu o número do telefone dela. Já disse os dias que pode sair.

Ele me informou todas as variáveis. O que ele queria era, como se eu pudesse dar uma permissão para ele. Eu então fiz algumas perguntas básicas e simples, tais como:

– Você já pensou na família dela? – Quem é o pai? Quem é a mãe? Como a família dela vai reagir se souber que ela está saindo com você, um homem casado? Como os irmãos irão reagir a isto. Você sabe que há certos irmãos ciumentos que não aceitam alguns comportamentos das irmãs.

– Você já pensou em você nesta situação? – Você pretende ir adiante com ela, ou só quer um caso extraconjugal? Você tem coragem de deixar sua mulher e seu filho para recomeçar com ela?  Vocês podem controlar os eventos seguintes aos que vocês estão começando?

– E quando uma delas (falei sobre as duas) te exigir um posicionamento do tipo: ou eu ou ela? Com qual você pretende escolher? O fato é que no inicio, uma aceita a existência da outra, mas, chega um tempo que será exigido de você este posicionamento?

– Quando você estiver disposto a romper com estas barreiras, tenho certeza que você será capaz de decidir sobre seus sentimentos e sobre qualquer outra situação semelhante, mas, até você, não responder e enfrentar estas questões, você não está preparado para ter uma amante, ou, abandonar este relacionamento que você insiste em manter.

Não sei se era isto que ele queria ouvir, mas, foi o que eu disse. Depois de alguns minutos de conversa nos despedimos. Hoje ele vive com outra família. Outra mulher. Outras pessoas. Abandonou aquela outra esposa. A separação foi dolorosa mais para ela e para a criança do que para ele. E, viveu exatamente o que eu disse a ele: vai chegar o dia que elas vão te exigir: ou eu ou ela.

Os amantes são assim. No inicio querem, e pensam que podem ter e manter tudo. Mas, com o passar do tempo, os sentimentos vão exigindo mais atenção, vão pedindo decisões, vão querendo mais, e mais. E, quanto mais tempo passam juntos, mais querem estar juntos. E, nada parece os segurar. Nenhum preceito moral é forte para lhes fazer pesar a consciência. Nem a ética é ouvida. Nem os preceitos, regras, estatutos, dogmas, nem os principios religiosos são fortes o suficiente para lhes chamar a atenção, para lhes advertir do caminho tomado.

Ai, neste momento, é que se diz estar numa encruzilhada. E, as decisões, sejam elas para lá ou para cá, por pequenas que sejam, ferem. E ferem as pessoas de ambos os lados. Inclusive ferem mais, quando, um dos lados nunca imagina que esta pessoa que está aqui todos os dias, conversando, alegre, brincando, dentro de si mantém em segredo sentimentos e mantém outro relacionamento.

Cada um de nós somos assim: um poço de segredos. Quem é que sabe o que vai no intimo do outro?

Anúncios

2 comentários em “Os amantes

  1. Meu maior defeito de 15 anos antes, era exatamente nao pensar nas consequencias que eu traria para outras pessoas. Estar numa encruzilhada é a coisa mais comum que sempre enfrentei, e o tempo e a distancia me fizeram perceber que, deve-se sim! Pensar sempre nas retilineas do mal que podemos causar. Pensar na felicidade de si, somente, é ter egoismo.
    Beijos e muita,muuuiiiiitaaaa saudade.

  2. Temos que lutar pela nossa felicidade, sempre. E, ninguém, sai sem feridas dessa luta. Alguém vai sair perdendo. E não falo isso apenas no sentido emocional, numa relação a dois, pode ser em qualquer setor de nossas vidas: familia, trabalho, estudos…são escolhas…C´est la vie!!

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s