Ações da alma Humana · Amizade, Paz e Amor · Assuntos da Alma · Comportamento de homens · Geral, amplo e irrestrito · Inteligência e Espirito · Opinitivo e Pessoal · Participação, informação, comunicação · Vidas

Como é que nascem os sentimentos?


Você já pensou nisto? Eu já. E, digo que eu não sei como é que nascem os sentimentos. Sejam eles bons ou sejam eles maus. Seja ele, um sentimentos positivo em relação a uma pessoa seja algo negativo sobre outras pessoas. Você sabe porque gosta de umas pessoas e tem antipatias por outras, sem que nem as de um grupo nem as do outro tenham feito nada a você?

sentimentos

No conceito popular até existem expressões, que ainda que nada expliquem, servem assim mesmo para justificar, expressar a falta de explicação, e normalmente, apela-se para o argumento sobrenatural, e no mínimo, uma relação quimica, uma relação de pele, tais como:

  • Nossos santos se bateram;
  • Meu santo não combinou com o santo dele(a);
  • Nossos sangues não combinaram;
  • Isto é coisa de vidas passadas;
  • Isto é carma;
  • Eu devo ter cuspido na cruz;
  • Quanto mais rezo, mais assombração aparerce…

Seja qual for a expressão usada, a ideia, a intenção é a mesma: a falta de meios, a falta de palavras, a falta de compreensão, falta de entendimento para explicar como é que, ou como foi que você passou a amar, odiar, recear, desconfiar, gostar, ignorar, …etc. UMA PESSOA QUALQUER.

Certo dia uma, tive este dialogo com uma amiga, que antes não era amiga.

– Adão! Quando eu abria a porta de minha casa e era você  ( silêncio) … eu rezava! Por que eu não suportava você! Maaaaas! Meu marido precisava de seus serviços.

– Mas galega o que é que eu fiz para você me detestar?

– Ah! Sei lá! Eu olhava para você e não gostava de você!

– E quando foi que você passou a gostar de mim galega? – Quis eu saber!

– Interessante! Minha resistência a você, começou a cair no dia que você fez algo que eu muito detesto, mas, como fez também algo que me ajudou, o que eu detestava foi esquecido.

– Sim! E o que foi mesmo que eu fiz?

– Ah! Você deu uma opinião sobre meu trabalho de faculdade e me alumiou as ideias. Ai, eu vi que o que eu sentia por você não tinha justificativa. Afinal, você nunca tinha feito nada para que eu detestasse tanto você. Mas, você fez algo que me fez gostar de você.

Com isto, é fácil entender, e compreender que o gostar, o amar, o detestar é, as vezes inexplicável. Assim como as pessoas que amamos não necessita fazerem nada para serem amadas, como as pessoas que não gostamos tenha feito algo para despertar em nós sentimentos de aversão.

Eu costumo dizer, e algumas pessoas não entendem a seguinte frase:

– Você não merece, mas, eu te amo!

No inicio se espanta com a declaração. No entretanto, é só pensar por um momento e se percebe que de fato, não é necessário fazer nada para se gostar de alguém, nem é necessário algo para se ter antipatia por alguém. O outro lado é curioso! As vezes, um só ato, um só momento, uma só ação, é suficiente para que um sentimento morra e dali nasça outro sentimento diferente.

Assim como não temos explicação para os sentimentos de antipatias, aversão que sentimos por outras pessoas, sem que se tenha feito nada a nós, também, não temos explicações por que motivos gostamos das pessoas que gostamos.

Não sei quantas pessoas, a minha semelhança se preocupa com os sentimentos que intencionalmente, propositalmente ou involuntariamente provocamos nas pessoas. Eu me preocupo. Minha preocupação é voltada para o lado da decepção, o lado da incapacidade de manter, o lado de não provocar repulsa, evitar ferir, e não fazer com as pessoas que sentem algo bom para comigo deixe de sentir.

Não é fácil! Nem todas as pessoas que gostam de nós, falam que gostam. Quando falam, traz a nós a responsabilidade de corresponder beneficamente,  a este sentimento. As pessoas que não nos suportam, temos que seguir as orientações sábias de Jesus:

– Amar nossos inimigos;

– Orar por quem nos perseguem.

“Grande poderes trazem grandes responsabilidades”, e também, somos responsáveis por todos que cativamos. Todos sentimento nasce em alguém. E este alguém é responsável por seus sentimentos. O objeto do amor, o objeto da antipatia nem sempre participa. Mas, tal objeto, agindo contrariamente a nossos sentimentos, podem matar o sentimento existente em nós, seja ele amor ou antipatia. Talvez, as decepções matem amores e talvez as bondades matem antipatias.

Os sentimentos que você nutre pelas pessoas, sejam ele de amor, paixão, gostar, simpatia, amizade, camaradagem não tem necessariamente uma explicação lógica, bem como os demais sentimentos…. Os sentimentos não necessita de uma explicação lógica. Nós gostamos de pessoas que nunca fez nada para serem gostadas, e temos antipatias por pessoas que também, NUNCA fizeram nada para serem antipatizadas.

Como você explica os sentimentos que você sente pelas pessoas?

Anúncios

3 comentários em “Como é que nascem os sentimentos?

  1. Adao!

    eu acordei, esta manha, com o sabor amargo na boca, em busca de um texto que se encaixasse em tamanha dor que dilacerou e dilacera minha alma.
    A indiferenca!
    Eu nao entendo como uma pessoa consegue ser indiferente a um email de outra. Eu nao entendo, Adao, como uma pessoa vai ao FB, te adiciona e vc, consciente que terá um colega a mais na sua lista, descobre que vc nao passou de um número.

    Falo isso por que semanas atrás, uma blogueira me solicitou para adicioná-la. Fi-lo. E , logo ems eguida, eu mandei, via FB, uma mensagem, falando de um layout de blog.

    ELA CALOU. Näao me disse Absoltuamente nada..

    oH, aDAO, COMO ISSO DOEU!

    Mas, dias depois, eis que eu mandei outro email a uma outra blogueira que eu tenho na mais alta conta. ELA SILENCIOU. Mandei um outro…com outro tema…ela nada falou. ATÉ QUE EU ACHEI QUE, TALVEZ, ELA TIVESSE PERDIDO O EMAIL quando eis que desembarca na minha caixa de email, uma mensagem da blogueira…por acaso, dirigida a uma outra blogueira, cujo nome comeca com G.

    Isso machucou, profundamente.

    Mas, eis que outra blogueira reclamou que nao recebia visitas. Eu nao comentei no blog sobre o tema. Mandei uma mensagem,..duas, três…ela calou…

    Até que, uma outra blogueira que me visita, eu a visito…recebeu um comentário meu…DELETOU…
    Como eu costumo ter as pessoas na mais alta conta, enviei email..A RESPOSTA NUNCA VEIO…

    Outro dia, eu vi o apelo de outra blogueira dizendo que nao sabia oq ue fazer para arrumar o layout do blog. Eu nao arrumei..mandei o layout zipado..ela demorou, exatas 3 semanas para dizer OBRIGADA…quando, diariamente, batia po0nto no FB, contando sobre as intimidades dela e, tbm, dos filhos..

    Outra, me afrontou, apenas, por que eu disse que o Rio é violento…falo isso por que eu fui lá e vi uma australiana ser atacada…em plena tarde de Copacabana.
    Um outro que, se dizia muito meu amigo, esbravejou no FB..:E eu apenas disse: fulano, eu sinto muito…EU NAO POSSO DIZER QUE VIVI ISSO NA BAHIA, POR QUE EU NAO VIVI..EU ANDEI PELO PELOURUNHO 5 DA MANHA, COM OS BËBADOS AOS TOMBOS..E NAO FUI ATACADA…

    oUTRA, FICOU ESTARRECIDA QUANDO EU disse que o Rio estava muito caro. ela, em tom de sarcasmo disse: para os suecos acharem isso, mande eles virem para SPaulo…Se nao bastasse, a mulher implicou a troco de nada…até por que eu disse que a Sabrina sato estava anoréxia..e nao retiro uma virgula, por que a fotografei , junto com outro fotografo carioca e ela , realmente, estava anorexica..

    Mas, eis que, um outro dia, o conteúdo de um email estava num post…depois de eu ter reclamado com uma que me ligava do ifnerno onde mora…Eu disse, apenas isso:

    fulana, aquela moca foi ao seu blog e me destratou,.,.,.

    para quë eu disse aquilo, Adao?

    Ela nao me respondeu ao email..escreveu um post…dando indiretas…

    EU QUE NAO ESTAVA MAIS AGUENTANDO, ESCREVI UM OUTRO, DE FORMA DIRETA…FALANDO QUE EU ACHO ISSO UMA FALTA DE RESPEITO…

    Esses sao as coisas ruins…

    Mas, na net, tbm, ja´vivi momentos teluricos em abrir um blog e dizer:

    EU TENHO ALGO A VER COM ESSA PESSOA E VOU ESTREITAR AMIZADE E NAO DECEPCIONA.

    Por incrivel que pareca, a primeira impressao, para mim éa que fica.

    E todas essas pessoas narradas acima, sao e foram pessoas que nao me convenceram desde o principio.
    Uma porque NINGUÉM NA INTERNET NUNCA A VIU. Outra por que nao sabe fazer outra coisa, a nao ser se lamuriar do pé na bunda que levou do marido. A outra, por que é MARIA VAI COM AS OUTRAS. A outra, por que vendo que eu escrevo de um jeito decediu escrever para concorrer. O outro, sempre sonhou sair do Brasil e ir à África,Nunca foi…Guardou mágoas até um dia me tripudiar.

    mas, de todos eles, o pior de todos SOU EU MESMA QUE SEMPRE VALORIZEI. INDEPENDENTE DA PESSOA SER O QUE É…

    Mas, eu ei de aprender um dia…
    bjs e dias felzies

  2. Dificil falar disso…é como uma plantinha,voce vai regando e vendo o resultado, cada centimetro que cresce, cresce algo em voce…mas, como explicar o que sentimos por alguem que nunca vimos, nunca tocamos, mas que vive em nosso pensamento?

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s