Sem categoria

Existir, não desistir e sempre insistir


Não há mal que dure para sempre… esta é uma parte do velho ensinamento popular. No entanto, a duração de uma fase mal pode levar a alguns ao desanimo. Não é o meu caso. Esperar que algo mal aconteça, não é ser pessimista, é ser precavido, é estar preparado para os infortúnios que a todos estamos sujeitos.

O horóscopo Maldito que tem a fama de revelar a verdadeira personalidade dos signos, afirma o seguinte sobre o meu signo no zodíaco:

Câncer (21 de junho a 21 de julho)
Você é um chorão desgraçado, e as pessoas que convivem com você são obrigadas a ficar aguentando você reclamar da sua vida. Você se acha solidário e compreensivo com os problemas dos outros, o que faz de você um baba-ovo e puxa-saco. O que você quer mesmo é ficar "bem na fita". Você só quer saber de se dar bem, custe o que custar, e acaba sempre ficando numa boa, apesar de não valer nada. É, na verdade, um canalha com cara de santo. Quando pressionado você faz chantagem emocional. Chora e faz da sua vida a pior de todas. Por isso, os outros signos do zodíaco nunca desconfiam de você. E o pior é que todos gostam de você.
Horoscopo Maldito

O fato incontestável é que todos nós sofremos. Duvido, e sou capaz de apostar, que você que lê este texto já ouviu alguém dizer: a minha história poderia se contada numa novela.  Há quem até chegue a dizer que sua história é tão triste a ponto de sensibilizar e tirar lágrimas de pedras. Um amigo muito próximo certa vez me afirmou: Eu estava lá no mercado. E depois de eu contar minhas história para uns amigos que lá estavam, até a mula que estava assim próximo, quando eu olhei pra ela, os olhos estava marejados de lágrimas.

A outra parte do velho ensinamento diz: mas, não há bem que nunca se acabe. A sensação que se tem, é que há poucos momentos de deleites. E, quando há, são mais efêmeros do que a fase do mal que nos chegam.

Pois bem! Nesta década, a começar de 2001 até hoje, tenho lembranças de fase boas e más. Mas, as agruras que nos atinge a todos, ainda que em período mais curtos, são relativizados ao ponto de pensarmos que o bem quase nunca nos acontece.

Neste período o que se destaca são:

  • Afastamento da empresa por dores na lombar;
  • Dois anos cuidando de Kátia, quando ela passou 2006 e 2007 acamada;
  • Férias em Recife. Presente de aniversário. 45 dias na capital pernambucana;
  • Descoberta do Câncer de Linfoma em meu filho.
  • 3 cirurgias. 6 químios. Muitos exames. Brigas pelos direitos;

Nesta década ainda que tenha acontecido as mais diversas e variados eventos felizes, tem sido esta lista a base que nos consome as energias. Mas, eu não desisto. Não tenho pra que, nem por que razão, motivos de desistir. Devido a todas estas fases de luta contra a doença, e as mazelas sociais, e por faltar a todos um sistema de saúde eficiente, eficaz, universalizado, me endividei.  E, quem é que não está assim, por um ou vários motivos?

Se a vida não é fácil pra ninguém, e para nenhum de nós ela passa a cola, nem distribui o gabarito, não é de esperar facilidades, nem benesses, neste caso, o que se faz, é arregaçar as mangas e partir pro ataque. É o que planejei fazer. Foi o que o e-mail que recebi ontem me impulsionou a mudar minha

Mas, ai, veio hoje, as 10:25 um evento para mostrar que se eu mudei, e que agirei de forma diferente, em relação a isto e aquilo, a PM me parou na Av. Caraíbas, no centro de Irecê, e me leva a Moto YBR. Ou seja, na segunda-feira, terei que gastar o que já era pouco.

Mas, só saio daqui no último dia, de faca na mão, e gritando: Não quero ir! Não terminei ainda! Não adianta dificultar. Não adianta complicar. Meu lema ainda continua o mesmo: Existir, não desistir e sempre insistir, evidente, que estou sempre procurando caminhos e alternativas, afinal, se um caminho está complicado: abra uma picada!

Anúncios

4 comentários em “Existir, não desistir e sempre insistir

  1. Daozin…Agora, acabando de ler seu post (estou em casa depois de 67 dias distante) vou ao piano tocar uma musica do Crepusculo, chorarei, o único silêncio que me perturba,é aquele que fala. E que por alguns milhares de quilometros, me impede de tocar.
    Se esse email foi tao motivador, divida-o com muitos de nós que te lê.
    Amo voce!

  2. Eu te admiro ainda mais.
    Também pela tua garra e persistência.
    Te desejo CORAGEM sempre!
    Concordo plenamente, não há bem que nunca se acabe e nem mal que nunca termine!

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s