Sem categoria

Os dias de não aniversários


A última mensagem, foi apenas, como posso escrever? … é, como é mesmo? Bem, um aviso, um lembrete de que no dia 28 de Janeiro lembrei-me do aniversário de Iara, e hoje, do aniversário de Beth. Mas, eu tenho outras datas em mentes de outras pessoas que nem ao menos sabe que eu sei. E, não sou lembrado por serviços existentes. Lembrar, não significa necessariamente enviar mensagens e fazer comentários.

No dia 28 de janeiro foi Iara. No dia de hoje é Beth, no próximo dia 14 é Roberto e no dia 19 será Sarah. Só para fazer poucas citações. Pessoas próximas e de longe. Tenho por exemplo os dias 3 e 15 de setembro que são datas de duas pessoas que só vi em certo período de minha juventude. Outra Iara e uma Rosinha respectivamente. Pois bem, é só para dizer que as vezes me lembro de aniversários de pessoas tal qual Débora, que é no dia 14 de julho, sete dias depois do meu aniversário.

E o que estas datas me revelam? Mais sobre mim ou mais sobre as pessoas que nasceram nestas datas? Talvez os dois!

O fato é que cada pessoa tem sua data, eu, por um ou por vários motivos lembro-me das pessoas. Não é necessário as datas, afinal, as pessoas são mais importantes do que as datas. E, eventos que nos unem são mais relevantes. Eu sei disso, e penso que devemos lembrar-nos das pessoas nos dias de não aniversários. Afinal, aniversários, com raras exceções, ocorrem apenas uma vez no ano, mas, dias de não aniversários são 364.

Viva o aniversário de cada pessoas, e viva também os dias de não aniversários também! Mas, hoje é 07 de fevereiro, e é dia de Beth Santana, bem como dia 28 foi dia de Iara Alencar.

Anúncios

2 comentários em “Os dias de não aniversários

  1. Adão, meu queridão !!!! Obrigada pela lembrança dos meus … hummm….vinte e poucos anos x 2 !!! hahahaha !!!

    Tem uma citação que eu gosto muito, pois a uso para parabenizar meus amigos judeus que, de uma forma geral, não comemoram seus aniversários.

    Você, como indivíduo” – disseram os mestres chassídicos – é especial, único, e totalmente indispensável. Nenhuma pessoa viva, nenhuma pessoa que jamais tenha vivido, e nenhuma pessoa que jamais viverá, pode preencher o papel específico confiado a você quando D’us o criou.

    Tem gente que passa a vida tentando descobrir qual o papel especifico que o grande criador destinou a você. Tem gente que passa a vida simplesmente passado e esperando. Tem gente, e eu me incluo entre elas, que acredita que a vida é um renascimento diário em oportunidades e escolhas, em viver. E que Deus só me deu o papel e o lápis, o resto é por minha conta.

    Agradeço muito ao cara lá de cima ou a toda energia universal cósmica pelos constantes renascimentos diários que tenho quando abro os olhos e vejo que mais um dia está começando.

    Beijos querido e obrigada !!!

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s