Sem categoria

Bem feito, valentão!


Ontem, depois das 21 fui levar minha esposa ao Regional para tomar uma dipirona. Afinal, algumas vezes durante o ano, dor de cabeça é comum quando ela recebe a visita mensal de suas regras, bem como, quando a mesma tem que partir.

Não raro, temos que ficar mais tempo na emergência por conta de emergências mais graves. Ontem, não foi exceção. Foi mesmo a regra. Antes ela dar entrada na triagem e preencher a ficha de atendimento chegou um acidentado. Estava muito ferido. Quebrado de fato. Pelo que apurei, foi uma queda de moto.

Lá pras quase meia noite chegou a viatura da policia com um individuo. Algemado e com cara de assustado. Os policiais pediram para uma enfermeira fazer a limpeza e um curativo. O curioso deste episódio foi o corre-corre quando se soube do seguinte pelas união das informações que até o momento estavam separadas.

O dito sujeito, já estava afamado no hospital, mas, sem que as pessoas que ali trabalha o conhecesse, mas, com o ajuntando dos fatos souberam dos seguintes fatos:

1) – A esposa dele fora atendida na manhã de domingo com hematomas e ferimentos da agressão que o mesmo havia imposto a sua companheira.

2) – As enfermeiras que fez o atendimento também a aconselhou a não chegar em casa sem antes passar na delegacia e registrar uma queixa crime contra o mesmo.

3) – Ele, quando chegou em casa entre as 21  e 22 horas, recebeu dela a intimação para comparecer na delegacia para os devidos esclarecimentos. Ele, seguindo a regra da lei não escrita, resolveu agredir novamente a companheira em retaliação a sua atitude traíra de denuncia-ló.

4) – Com uma queixa na mão, e com o exame de corpo de delito também, ela reagiu, e não se sabe como, ela arrancou-lhe parte da orelha.

5) – Além disso, foi detido e deverá, segundo as informações dos policiais, passar esta semana vendo o sol nascer quadrado.

Este evento gerou uma certa movimentação no Hospital Regional. As enfermeira e outras pessoas correram para ver a cara do dito violento, do forte, daquele que consegue ser forte apenas com os fracos, mas, desta vez, ele se lascou. Além de ter recebido a reação de sua ação, foi detido, e ficará de ontem, até o último dia de sua vida sem a parte externa da orelha direita.

Quanto a companheira, bem, os policiais disseram que como ela tinha uma queixa crime em mãos, tinha um exame de corpo de delito, a deixaram lá, e disseram que no relatório deles, ficará apenas como legítima defesa.

Nas palavras das enfermeiras presentes: bem feito valentão!

Anúncios

2 comentários em “Bem feito, valentão!

  1. Eu apanhei aos 16 anos de um namorado, ele me prendeu num quarto da casa dele para meus pais nao verem minha boca arrebentada. Fiquei uns tres dias sumida, apenas falando ao telefone. Inventei uma mentira a meus pais…Desconfiados me inventaram uma viagem para Madri e depois de lá, ja machuquei muitos homens, na mesma violencia.
    Hoje, isso tudo nao passa de um dos ultimos costumes barbaros do homem!
    Sou uma flor, sou uma floricultura e desprezo esses BARBAROS E SUAS BARBARAS. Violencia, so gera violencia.
    Depois de alguns meses, o dito “namorado” sofreu acidente de moto e subiu um dos andares da crença religiosa.

    Papai jurava que nada tinha haver com isso!

    ??? Será?

    Daozin…saudade de voce!

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s