Sem categoria

Casos parecidos, porém, muito diferentes


Eu conheço os tipos humanos mais curiosos deste mundo. E, afirmo mais. Sou do tipo de pessoa, que deva transmitir confiança às pessoas próximas, e chego a esta conclusão diante do que algumas pessoas confidenciam a mim.

Nesta semana estive relembrando alguns casos curiosos, e situações inusitadas que já tive que enfrentar, entender, ajudar, aconselhar e sumir da vida de tais pessoas. Abaixo transcrição de dois amigos. O ponto em comum entre eles: humanos do sexo masculino.

Caso 1: O controlado.

Ele estava separado da esposa fazia mais de dois anos. E já namorava uma outra garota. Fiel aos costumes religiosos cristãos, eles não mantinham relações sexuais. Não antes de casarem-se. E, ele assim me confidenciou.

– Adão! Estou muito preocupado com minha situação. Imagine você, que nos últimos seis meses masturbei. Já são duas vezes! E tenho sentido cada vez mais esta vontade… tenho me controlado, mas, as vezes a vontade é tanta, como estou te contando, que não resistir por duas vezes.

Caso 2: O descontrolado

– Rapaz eu estou num descontrole total. E, vou ter que procurar ajuda especializada. Cara, já não aguento mais esta situação. Eu não estou de confiança não! Eu, tenho me masturbado várias vezes por semana. E, isto, não é o pior.

– Não? – Indaguei – Lembrei-me de uma certa piada que um cumpade repete sempre.

– É cara!  A situação tá complicada. A semana passada fui ao dentista e a secretaria era gostosinha. Lindinha também. Ai, entrei no banheiro e … consumei. Apesar da situação toda, desta minha preocupação, já acho normal masturbar todos os dias. E quando não faço, ai é que eu fico preocupado. É como se meu dia não foi completo. Entende? Com você é assim?

– Não! Não sou assim, não!

– Poxa vida!

Dois humanos. Dois homens. Situações diferentes em casos semelhantes. Porém a preocupação de um é muito diferente da do outro. Um quer uma explicação, uma ajuda para entender o fato da mudança, de antes não, agora sim.

O primeiro preocupado por num determinado período ter ocorrido duas vezes. O outro, nem se preocupa com o fato, mas, acha estranho que outros não sinta, nem aja a semelhança dele.

Estes fatos me chegam com uma naturalidade. Um deles é amigo de longa data. O outro, conheci numa empresa. Conversamos e nos vimos tão somente naquele dia. Mas, ficou este episódio.  Será que se controlou? Será que se descontrolou de vez e fez alguma besteira? Afinal, pessoas assim, podem perder o controle, e cometer atos obscenos consciente, inconsciente ou descontroladamente.

O primeiro, a medida que foi chegando o dia do casamento, foi também aumentando as vezes e as vontades. Era apenas a tesão pré-nupcial. O desejo aflorado.

Como disse Terêncio: "Nada do que é humano me é estranho"

Anúncios

Um comentário em “Casos parecidos, porém, muito diferentes

  1. A lua-de-mel deve ter sido boa heim ??? Na pior das hipoteses, ele brochou por causa da ansiedade. Espero que a noiva não tenha dito: isso acontece meu bem … rs rs rs

    Homens….isso é tão normal !! Masturbação é normal…agora, se homem pode a mulher também pode neh ?? Claro que pode, óbvio !!!

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s