Sem categoria

Sem valores, sem rumos, sem conceitos


O mundo continua a ser o que era desde o seu inicio. O Brasil e o povo brasileiro, ao que se apresenta, tem ainda estado na descrição ainda do Rui Barbosa. Só para lembrar:

De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto. -  Senado Federal, RJ. Obras Completas, Rui Barbosa. v. 41, t. 3, 1914, p. 86

Depois do que escrevi sobre o censo 2010 no outro blog: Adão Braga – Conectado! . Depois que fui entrevistado por Vitor Souza na 101 News FM, me chegou uma enxurrada de comentários, palavras ofensivas e até xingamentos. Eu soube de apenas poucas, mas, pela amostragem imagino o quanto mais se tem falado de mim.

Eis três comentários que me chegou:

– Será pobre sempre!

Esta frase não foi assim solta. Isolada. Veio no contexto de que, o que fiz recentemente, é o que me faz ser pobre, e o que me condenará a pobreza enquanto viver. E o que foi sugerido com as palavras? Tão somente, que eu deveria ter aproveitado o momento para tirar proveito. Ter me acovardado. Ter aproveitado o momento para exigir vantagens, cargos, benefícios.

Lamento informar caro paupérrimo de espírito, que não sou, e tenho orgulho de não ser, seu igual. Sei quem é você. Sei aonde trabalha. E sei o que fazes, como fazes, e o que tens de ouvi e suportar pelo que você ganha. Alias, eu sei que você assina o ponto e faz mandados de um e de outro. Você nem imagina o que dizem a seu respeito. E se sabes, e ainda assim, aceita esta vidinha sem valores, sem rumos, sem conceitos morais, éticos, e os espirituais que você aparenta, no muito, são um apunhado de hipocrisias.

Serei sempre pobre. Mas, nunca serei, e nunca irei ser igual a você. Que tem o que tem, por um preço que não estou disposto a pagar. Serei sempre pobre, mas, serei sempre um homem, no sentido antropológico, filosófico, ideológico da palavra, coisa que você, talvez, nunca será ou saberá o que significa.

– Encrenqueiro e arrumador de conversas.

Acusarem-me de encrenqueiro, arrumador de conversas, é o mínimo que puderam afirmar. Aliás, de onde veio, não me admira vir só estas. Estas, apenas recebi. Não tenho a certeza. Mas, minhas suspeitas dizem que veio do mesmo lugar que me acusaram, não faz muito tempo, de não ser digno de pertencer ao grupo. Provei porque de fato há indignidade, e de que lado, havia indignidade, lembram?

Disseram isto, estão acostumados a se calarem diante das maiores e piores situações de humilhação. E, quando estive com vocês, insistir por longos anos, para que vocês tivessem ao menos um pouco de brio, um pouco de brilho, um pouco de alta-estima. Mas, malhei em ferro frio. Você gostam de olhar e ver apenas as coisas belas, de ouvir os trinos dos pássaros, as matizes da natureza, de ouvir o borbulhar das águas, e ignorar o esgoto e a fedentina em que vivem.

– Ele sempre foi um rebelde

Se, ser rebelde significa estar do lado em que estou, sim! Sempre serei um rebelde. E, é triste ver que você, não é um rebelde, e sim que és um conivente. És um banana. És, aquele que se riem de você. És aquele, em que as pessoas, além de rirem de você fazem chacota de suas bobagens, de suas patacoadas. De suas inseguranças. De suas decisões débeis. De sua vida idiota e sem parâmetros.

Ser rebelde na sua opinião, me chegou com o significado de que eu sou o seguidor do que é correto, que sou dos que prefere enfrentar as dificuldades de assumir o erro, do que o caminho fácil da corrupção e das falcatruas, da ilegalidade, da imoralidade, da ilicitude. Assim, serei sempre rebelde.

Dentro deste contexto, é que irei, preferir ser  “rei no inferno, a ser servo no céu”. É neste contexto, que não ter pódio de chegada, nem beijo da namorada…   Espero ter explicado os últimos desabafos.

Anúncios

2 comentários em “Sem valores, sem rumos, sem conceitos

  1. Angêla, e o que é mesmo que você discorda? Afinal, não fiz nenhum elogio ao povo brasileiro na questão. É o contrário. O texto é para criticar exatamente o comportamento amoral, imoral, aetico, antietico, despudorado atual.

    Não há razão para o desacordo uma vez, que estamos em acordo. Releia o texto para a compreensão do que propus!

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s