Sem categoria

Não se preocupe, meu marido tá ouvindo a conversa


No último texto do Blogue, escrevi sobre os 16 de casamento com Kátia. Recebi algumas respostas interessante e agradáveis. Obrigado a todas as amigas e a todos os amigos que me enviaram felicitações e congratulações por e-mail, e os que deixaram comentários aqui no blogue.

Pois bem, depois de 16 anos, não pensem que a rotina tenha acabado com nosso romance. Pelo contrário, a vida muda nossa rotina cotidianamente. Aconteceu dois eventos separados, no entanto, semelhante nalguns aspectos. Eis os fatos:

No Facebook, Ana Lúcia Sorrentino e também do do blogue: Comentários de Mulher, me questionou numa mensagem sobre o que eu faria nalgumas circunstâncias, de por exemplo, encontrar números estranhos no cadastrado ou relacionado no celular de Kátia. Não localizei a mensagem indagadora, mas, o cerne da questão era como eu reagiria se surpreendesse algo diferente no celular ou no comportamento de Kátia, que sugerisse que ela tivesse um segredo.

Eu sou contrário a todos aqueles que afirma:  “Entre casais não deve haver segredos.” Já escrevi antes sobre isto em Medo e Segredo.

Quando se afirma, ou melhor, quando se exige que não tenhamos segredos um com o outro, está se pedindo que mate parte da personalidade de cada uma das pessoas do casal. A mulher perde, e o homem também perde, afinal temos personalidade, temos corpos, mentes, espíritos, alma, religiosidade, opinião, ideologia… etc. Há muitos pontos em comum, há muitos pontos que nos unem, mas, temos que contornar e vencer tudo que pode nos separar. E, é inevitável não termos segredos, assim, ditos pessoais. Todos temos, e é de nós, temos e mantermos segredos.

Uma certa vez, Kátia queria, e até pensava que eu devia saber de certos segredos dela. E, eu disse a ela, que eramos um casal, que estavamos casados, e que o casamento, o marido, não substitui a amiga de infância, nem a melhor amiga da juventude. Aconselhei-a, a manter e continuar com seus laços de amizades, e que, os segredos dela continuassem do jeitos de sempre, com estas amigas. E assim tem sido.

Pois bem! Na semana passada, antes da hora do almoço tive que ir em casa, fora do horário de sempre. Quando cheguei, Kátia estava falando no celular com alguém. Havia na voz dela um tom de mistério. Não tentou disfarçar, nem mudou o assunto. No entanto, ela continuou a conversa. Entrei e deixei-a na cozinha ainda conversando, sei lá com quem. Peguei o que queria e sair. Ouvi, quando ia saindo frase:

– Não se preocupe, meu marido tá ouvindo a conversa.

Isto era por volta das dez da manhã. Mais tarde, por volta das 17 horas, quando voltei do trabalho, ela estava mais uma vez conversando no celular. Quando entrei na cozinha, ela passou o celular para mim, e disse:

– Fale com este homem que eu sou casada, e que você é meu marido, para ele parar de me ligar!

Quando peguei o telefone, fiz o que percebi que ela queria que eu fizesse. Ela queria ser defendida. E eu o fiz.

– Alô! Boa tarde! Esta é a segunda vez que estou em casa e você liga pra minha esposa. Não repita! Não me faça ir atrás de você, afinal, com bina e o número, é muito fácil encontrar um endereço.

Ele se desculpou. Disse que não estava acreditando que ela era casada, e muito menos, que era verdade que o marido dela soubesse que ela estava conversando com ele no telefone. Desde então, não ligou mais.

Porém, hoje, ao escurecer, o celular de Kátia tocou. Ela pediu para que eu atendesse, e lá fui eu atender e tive a seguinte conversa!

– Boa noite! Quem tá falando?

– Você ligou pra quem querida?

– Liguei pra você mesmo!

– Sim, o que você deseja?

– Um monte de coisa! Você é casado?

– Sim, eu sou!

– Então desculpe-me. Casado é sujeira.

– Tem problema não! Nós se alimpa!

– Não! Não tem jeito de limpar não!

Kátia ouvindo a conversa quis saber quem era, e do que tratava. Em seguida a misteriosa desligou e falamos sobre o acontecido. Ela ouviu a conversa e depois disse:

– Este número é sorteado. Antes foi um homem que ligava, agora é uma mulher que me liga. Ainda bem que foi você que atendeu. Esse povo anda muito solitários e sem atividades sociais para investir em ligações telefônicas na intenção de encontrar uma alma gêmea.

Dei de ombros e entrei.

Anúncios

7 comentários em “Não se preocupe, meu marido tá ouvindo a conversa

  1. quero saber as conversas do meu marido no celular,como posso fazer isso?

    O meio legal é pedir autorização ao juiz. O outro é pegar o celular e olhar! Mas, se ele é sabido, não deixará rastro no celular.

  2. Adao, nao conehcia esse seu endereco…leitura suave…kkkk
    E boa

    Olha, eu nao aceito que meu marido invadia meu espaco. naoa ceito que ele ande a bisbilhotar a minha agenda e nem meus emails..:E eu nem invado nada dele..E estamos combinados
    dias felizes

  3. Eu nunca mexo no celular do maridão e ele nunca mexe no meu ……. eu acho uma grande falta de respeito a privacidade. Estamos inclusive nas redes sociais um do outro e jamais, pelo menos do meu lado, eu fico fuxicando a vida dele, os papos dele, quem ele adiciona ou deixa de adiconar – tô nem ai. E ele só questiona quando eu fico rindo demais no telefone….ou quando fico de gracinhas com vocês na internet ou com algum cliente ou amigo. Mas sem grandes stress…até nisso ele sabe que sou mais expansiva e mais simpatica do que ele.

    Nesses quase 3 anos…as poucas rugas que tivemos foi em relação as baladas. Pq eu sou baladeira e sempre deixo o telefone desligado – mea culpa. Mas para ser muito sincera, o relacionamento sempre se construiu na confiabilidade, na sinceridade, no jogo aberto.

    E todos os dias em penso em separação….mas penso como se colocasse na balança. Acordo e olho para ele e penso: caraca…o que esse cara tá fazendo do meu lado roncando? Mas, quando essa balança pesar mais para o meu lado, então será a hora de deixar de viver a dois. Por enquanto ela está muito bem equilibrada e sempre pendendo mais para a vida a dois, para o equilibrio e ajustes na privacidade de cada um. E pare evitar stress nas baladas (naquelas q ele não curte) eu faço o seguinte: quando chegar eu ligo, quando eu sair ligo também. Ai acabaram-se as brigas.

    Beijos amore !!!

  4. Bom dia Adão!!!!

    Não sei como cheguei ao seu blog, só sei que cheguei e ADOREI!!!!!!
    Parabéns pelas palavras, pela delicadeza com que voce conduz sua vida, pelas histórias…gostei de tudo que pude ver…e vou voltar mais tarde para ver mais.
    Ahhh, lembrei como encontrei seu blog….estava procurando alguma coisa sobre Nanuque, tambem nasci lá, em 15/07/68.
    Abraço,

    Vanuza Afonso.

  5. Não existe fórmula, não é? Um vez escutei que as pessoas quando casam carregam nas costas, cada um, as suas casas. Por isso a necessidade de se conhecer bem a pessoa. As pessoas ultimamente pulam etapas. Não namoram, ficam. Não casam, se juntam. E dão chance para as divergências antes de ter a estrutura, a base deste relacionamento constru´da. Vejo muitos casais fragilizados e que por pouca coisa se separam. Não sei onde iremos parar!

  6. Adão passei para conhecer seu blog muito maneiro, fantástico com excelente conteúdo você fez um ótimo trabalho desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
    Um grande abraço e tudo de bom

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s