Ações da alma Humana · Alma e vida feminina · Alma masculina · Comportamento de homens · Lembranças e Nostalgias

As lembranças de amor: NÃO PASSAM


Minha alegria passou só as lembranças de amor: NÃO PASSAM.

Este verso acima é e foi cantado pela dupla: Vitor & Leo. É verdade que se pode interpretar que a palavra amor na frase significa SEXO. Pois, inevitavelmente para nós homens lembranças de amor é quase sempre lembranças dos momentos de sexo. Entretanto, não é este o objetivo deste meu texto.  Nem tão pouco elogiar os cantores. Mas, a partir da frase rememorar e lembrar as lembranças de amor que não me passam… e neste caso, quero mesmo lembrar de quantas mulheres amei nesta minha breve vida.

Alguns e algumas poderão pensar que amor pra valer, verdadeiro, único, intenso, válido, só acontece uma vez na vida. E eu discordo! E faço coro com Raul Seixas:  “ninguém é feliz tendo amado uma só vez”.

Penso e sei que é possível amar todos e todas com intensidade, verdade, carinho, atenção e todos os atributos inerente ao amor, e não significa necessariamente que haverá entre tais pessoas um relacionamento duradouro.

Sempre fui o mais feio de todos os amigos, no entanto, nalguns casos, era o único que conseguia ter e manter ao menos um breve namoro.  Assim, abaixo listo duas lembranças de amores que não me passam quando tenho que se lembrar do passado, não em ordem de importância, apenas de lembranças neste momento que escrevo.

A mineira Dircimar

Dircimar foi uma mulher com quem mantive um curto e breve namoro na cidade de Frutal. Ela era intensa, carinhoso, impetuosa, fogosa, e para mim, um furacão de mulher. Ela era divorciada, e tinha uma filha: Tháis.

Ela era arriada por outro colega da turma, mas, o sujeito dizia-se o mais moral de todos os homens. E uma mulher para ele, tinha que ser virgem, e que ele fosse o primeiro namorado, noivo e esposo. “Só eu devo conhecer o corpo dela em todos os sentidos” – Eu não tinha lá estas exigências todas para uma namorada.

Sempre lembro com carinho da Dirce. Ela gostava como eu pronunciava o nome dela. Achava engraçado o sotaque diferente de Frutal, que todos a chamava de DIRRRRRRCE.

Apesar da situação, quando namorei com Dirce, eu era cristão, evangélico e puritano e havia dedicado meu tempo, talentos e templo a Deus. Nunca fizemos sexo, mas, não por falta de desejo, e ou por ela, veja que ironia, ela não ter insistido em fazer um “SANTO” pecar.  Ela não conseguiu. De minha parte, sem arrependimentos.

A baiana Luciana.

Tenho boas lembranças de Luciana. Uma graça de mulher. Ainda hoje, tenho na mente o formato de lua de seu rosto. Nosso namoro demorou até o dia que pai dela descobriu que namorávamos.  Ele descendente de japoneses que fugiram da segunda guerra. Ele foi morar  no extremo sul da Bahia. Lá eu, morava e trabalhava.

Num determinado dia me solicitou para dar aulas para ela nas matérias que ela tinha dificuldades. E destes encontros vespertinos e estudantis nasceu este amor e namoro. Era gostoso namorar com ela naquela lagoa que tinha nas terras onde eles moravam. As vezes, quando a Globo passa nas novelas cenas de namoro em lagos e lagoas, é inevitável não lembrar de Luciana.

Não insistimos com o namoro. Obedecemos aos mandos do pai dela. Ela se casou com outro conhecido lá de Nanuque. Teve dois ou três filhos. Muitas vezes ficávamos na frente da igreja conversando. Minha opinião é que o pai dela não aceitou o namoro por dois ou três motivos. O primeiro, eu era negro, pobre e feio. Motivos suficiente para qualquer pai impedir um namoro que prometia apenas amor e felicidade.

São muitas lembranças, e termino com as frases de Raul e de Vitor e Leo:

– Hoje eu sei, Que ninguém nesse mundo, É feliz tendo amado uma vez…
Uma vez

– Minha alegria passou só as lembranças de amor: NÃO PASSAM

Anúncios

6 comentários em “As lembranças de amor: NÃO PASSAM

  1. Achei tao singelo o recado da Greice…me lembrou coisas bacanas.
    Isso vale muito quando nos preocupamos em ver os comentarios das outras pessoas…tambem marcam…
    Beijos Daozin…

  2. Acho que devemos amar várias vezes na vida. Quando eu voua o Brasil, me dar uam saudade tao grande, grande de meu primeiro namorado. A vida dele seguiu um rumo, totalmente diferente da minha. Mas, muita coisa que sou fevo a ele.Foi meu primeiro amor. Namoramos 5 anos. E, um belo dia, eu falei: ACHO QUE NAO VAI DAR CERTO.EU QUERO VOAR.E VC , NAO!
    Hoje, eu acho qeu ele tem varios filhos com a mulher que ele decidiou viver junto, dias depois de me pedir para eu nao casar. Sim..quando ele soube que eu estava de casamento marcado, me procuroue falou que me amava.
    Achei aquele gesto dele, corajoso.
    Acho que o amor que senti por ele, nunca, mas nunca passou.Se transformou em outro tipo de amor.
    Eu vivi outros amores, outros casamentos. E ele?continua coma mesma mulher. A ultima vez que nos vimos, sentamos os 3 e gargalhamos. Ele e seus tantos filhos. Ele me olhava e falava: Grace, como vc é diferente…realmente, nós nao deveriamos ter ficado juntos!!!!
    Depois dele, vivi outros amore. E, por incrivel que pareca quando alguém me pergunta sobre amor, me vem À MENTE o meu primeiro amor…Esse, sim…É PARA SEMPRE!!!

  3. O estuda das coisas me corrompeu totalmente a alma…Sabe aquela nossa conversa breve e profunda da ultima vez? Nao me saiu da cabeça…EU QUERO! EU POSSO! EU VOU!! Questao de tempo e espaço…

    Sempre pensei que um bom roteirista tem muitos assuntos a falar sem que tenha que escavar seu jardim particular…Voce alem de escavar, planta!

    eu te amo

  4. Passa…quando um amor maior surge. E, de repente, parece que você começou do zero, não deixando espaço sequer para lembranças.

  5. Dia desses encontrei na rua um grande amor de alguns anos atrás. Olhei para ele, fiquei pensando: Como ele era lindo, inteligente, sedutor, um papo agradabilissimo. Agora? Feio, velho, acabado, sozinho e parecia um cachorro no cio com um copo de whisky na mão. E fiquei pensando: Ainda bem que o amor passou!

    Eu encontrei pessoas bem legais no meu caminho…amigos maravilhosos, amores encantadores. Mas se não era para ser, então, vou ficar pensando neles prá que? Acabou e ponto.

    bjs Adão ……..

    E veja que suas palavras confirmam minha tese e a tese da música: as lembranças de amor: não passam!

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s