Ações da alma Humana · Alma e vida feminina · Alma masculina · Opinitivo e Pessoal · Relacionamentos, casamentos e contratos

“O modelo errado que dá certo!”


Esta semana recebi a visita de uma amiga em crise conjugal. Muitos amigos e amigas veem a nós como exemplo de sucesso conjugal. De  casamento ideal. De relacionamento estável, inquebrável e eterno.

Entretanto, o que há de normal ou anormal, diferente ou igual, certo ou errado que outras pessoas veem nosso relacionamento como exemplo?

Não saberei responder de imediato.

Poderia elencar vários motivos e várias razões, mas todas elas não refletiria a verdade, e tenho certeza, que nosso sucesso é a maneira que encaramos os erros e não os acertos do relacionamento.

Nunca esperamos um mar sem tormenta. Nunca imaginamos e nem buscamos um jardim edênico.

Nossa relação nunca foi baseada nos contos felizes, nem nos filmes românticos, nos finais de novela.

Sempre partimos da premissa de que separariamos nos próximos anos, no entanto, diante da perspectiva negativa, fizemos mudanças, e viemos nos adaptando a situação do dia-a-dia, para que houvessem mais momentos de romance, de alegria, de festas e outros momentos.

A diferença entre nós, é que procuramos enfrentar os problemas juntos, e não separados.  Não pensamos que o universo conspira a nosso favor, mas, também, não é contrário, apesar de existirem muitos momentos díficeis e fases complicadas, e situações desafiadoras e de dúvidas e incertezas.

A amiga, não gostou de nossa posição. Achou que apoiamos a parte errada, e não conseguiu ver a opção de valorizar o todo, e não uma das partes.

Uma parábola, é melhor do que a verdade explicita. Uma dúvida é melhor do que descobrir a mentira contada. Uma verdade oculta é melhor do que uma mentira revelada.

O modelo de homem vislumbrado e difundido é baseado no erro. O modelo de estereotipados nestes filmes, novelas, livros e revistas é uma ilusão. Não existe. E não estou pensando no descrição de Príncipe encantado, estou pensando nos meus semelhantes. Homens de carne e osso, que tem mais em evidências os seus defeitos do que suas qualidades.

O modelo de mulher vislumbrado e difundido, como uma mulher inteligente,  com situação financeira definida e estabilizada, bem como profissionalmente bem sucedida, faltando apenas um parceiro para completar o cenário, porém, haverá muitas tormentas e controvérsias antes do FELIZES PARA SEMPRE, implicito no THE END!

A nossa vida conjugal, não é uma comédia romântica. Não iniciou e não se passa em algum escritório, ou nalgum parque de Nova York, Chicago, Paris, Londres, ou Moscou. Não, não é.

A nossa vida conjugal, não foi um amor à primeira vista, não fomos surpreendidos por uma paixão avalassadora, mas, estamos insistindo, lutando, labutando para sermos felizes para sempre.

Somos um modelo errado, porque suplantamos e desdenhamos do romance, do amor, da paixão, da felicidade, ainda que os ditos estejam sempre se oferecendo para melhorar nossa condição, poém temos resistido-lhes com o pensamento de que que por eles foram dirigidos tomaram sempre a direção errada.

  • Se não estou feliz… o relacionamento é melhor acabar mesmo;
  • Se não existe paixão… não há o fogo necessário para o aconchego;
  • Se não não existe romance… é porque não existe amor;
  • Se não existe amor… estamos nos especializando em não saber cultivá-lo.

Nosso modelo errado porque errando ou acertando, insistimos, persistimos e não desistimos dele. E tal comportamento está em desuso, fora de moda, mas, é o nosso modelo.

Anúncios

6 comentários em ““O modelo errado que dá certo!”

  1. Adão,
    Na verdade, acredito que não há modelos certos ou errados. Há convenções criadas pela sociedade, por culturas e crenças. E ficamos nesse dilema de seguir as convenções ou assumir posições contrárias.

    Sei que é necessário um pouco de ordem pra sociedade não se tornar um caos mas, cada um deveria ser livre para escolher como é a melhor forma de viver e mais, os outros deveriam ser capazes de aceitar com naturalidade as diferenças.

    Bom seria querida se não existisse, mas, existe a imposição do modelo padrão, que nem sempre é o certo, sendo ele modelo, ou convenção, dá na mesma

  2. Adão: Suas colocações são ótimas e partilho delas, também baseado em um casamento que dura anos, mas que enfrentou e às vezes ainda enfrenta tempos difíceis. Acho que o caminho é o da partilha, do entendimento, da busca de soluções em conjunto, aliás, como ressaltou.

    Grato Lino. Fico feliz em não está só neste caminho!

  3. Luis gostou do texto e disse que voce esta certissimo. Eu concordei. Juntos, o caos nao parece o tamanho que tem.
    bjs.

    Nós homens somos todos cumplices.

  4. Bem, não sei se o seu modelo não é o certo. Mas, o muito que já troquei de idéias ao telefone com você e com Katia, percebo que vocês tem ingredientes que leva a 50% dos sucessos nos relacionamentos: RESPEITO, CARINHO, ADMIRAÇÃO.

    Depois que tudo despencar e broxar, alguma coisa vai ter que sobrar não é mesmo?

    Admiro muito mais a Katia do que a você…. 🙂 🙂 🙂 …principalmente depois da linda e supreendente confidência que ela me fez da ultima vez que nos falamos. Espero que nunca aconteça, mas se acontecer…enfim…fiquei feliz só de saber. 🙂 🙂

    Beijos querido
    bom domingo
    aos poucos vou me atualizando em ti….

    PS: Mais tarde te mando por e-mail lindas fotos que tirei essa manhã.

    Vou te moderar! Continue com esta linha de argumentação, continue!

  5. Adão, Creio que é o modelo certo! Se existe a luta… Vocês estão juntos se apoiando! São companheiros, não se abandonam… Quer algo melhor? Parabéns pelo casamento de sucesso de vocês! Abraços

    Grato Tita, algo melhor? queremos sim! o que seria?

  6. Adão, creio que o que existe nos casamentos duradouros é o companheirismo, a lealdade, o carinho e principalmente o respeito. Tudo isto deve ser recíproco, e é muito difícil para certas pessoas entenderem isso. Vamos ver se o exemplo de vocês não será seguido por pessoas que estão junto de vocês.
    Beijos no coração de vocês dois.

    Para alguns, a pergunta é: como eles conseguem?

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s