Ações da alma Humana · Comportamento de homens · Inteligência e Espirito · Relacionamentos, casamentos e contratos

Onde aconteceu e o que aconteceu!


Depois do texto anterior, Desespero Infundado, recebi alguns correios e duas ligações de pessoas que ficaram preocupados comigo.  Apesar do texto revelar fatos reais, é na verdade união de dois eventos diferentes.

Parte 1

Veja abaixo a imagem onde aconteceu um dos eventos:

pedra-nanuque

Esta é a Pedra Bueno. Ela fica no centro da minha cidade natal: Nanuque, Minas Gerais. Onde a seta vermelha aponta, ou um pouco mais à esquerda, aconteceu uma tentativa de suicidio inusitado. Eu era ainda criança quando o fato aconteceu, mas, sei que foi um corre-corre na vila Esperança e também na cidade.

Ai nesta marcação com a seta vermelha existia uma pedreira e certo dia, um jovem resolveu se matar pulando de uma determinada altura desta pedra. E para sua infelicidade ser completa aconteceu o seguinte:

  1. Ele não morreu com a queda;
  2. Com a queda, ele ficou preso numa fenda;
  3. Depois do ocorrido, ele desistiu de querer morrer.

Ficou entalado na fenda da placa solta e ficou sofrendo com os ferimentos. O sol em Nanuque parece ser mais quente do que em qualquer lugar da terra. O sol  sobre a pedra e sobre ele, causou-lhe outro tipo de sofrimento. Ele gritava por socorro e pedia misericórdia o tempo todo. A situação dele não foi nada agradável.

Depois da loucura, souberam o motivo de tanto desgosto. Era homossexual. Apaixou-se por um amigo. Não podia declarar seu amor, pois, era ainda na época da ditadura militar. E, se, declarasse sua condição e amor, deduziu que não haveria correspondência por seu sentimento, e que também seria perseguido pela família do jovem, por sua própria família, e também pelas autoridades.

Diante desta situação, achou que a vida não tinha mais nenhum significado. Morreu algum tempo depois em consequencia dos ferimentos da queda e da desidratação que passou, mas, já arrependido, pedia para não deixa-lo morrer. Mas, não puderam ou não quiseram ajudá-lo.

Isto ocorreu quando eu era criança. E, desde então, sempre pensei na situação daquela criatura. O sofrimento que passou. A angústia que sofreu a ponto de ser capaz de agir de tal maneira.

Parte 2

Quando jovem, fiz parte de um grupo de jovens dedicados a várias atividades naturais. Muitas aventuras vivemos e produzimos. Uma vez ao ano, subiamos o alto da Pedra do Fritz. Não o faziamos como os alpinistas e escaldores profissionais. Veja aqui no site Escala Brasil. Nós subiamos pela parte mais fácil e segura.

pedra-fritz

A marcação em vermelho foi onde aconteceu o segundo relato.

Na primeira vez que fiz a subida, pelo lado oposto ao indicado, passei pela fazenda do Dr. Gabriel, e eu estava usando um Conga, tipico calçado da década de 70 e 80, um permudão de pano.

Ao atravessar a planicie de capim-colonião, minhas pernas ficaram toda riscada das serrilhas do capim. Ao chegar no topo da pedra do Fritz, o suor em contato com as pequenas feridas, causava-me uma dor intensa. Para piorar a situação, tivemos que adentrar num pequeno pedaço de terra no alto da pedra, e o contato com o capim-açu, fez a dor aumentar. Como  não existe nada ruim que não pode ficar péssimo, começou a chover.

Atravessei correndo e deparei-me com a queda livre que marco na imagem acima. Despontei ali. E por pouco não precipitei abaixo. Não porque desejava, mas, porque vinha correndo para atravessar o capim que me causava o incomodo.

De imediato, peguei um gravatá, joguei a água gelada nas pernas. Lavei o sangue. Tirei a camiseta, e enxuguei. Causou-me uma alívio. Sentei-me e lembrei deste outro evento. Pensei naquela alma que penou por longos dias até o dia de sua partida. E, meditei na dor, na angústia que ele tenha sentido, a ponto de lançar-se daquela outra pedra.

Vive-se mais quem consegue se ver nos reflexos alheios.

 


Anúncios

16 comentários em “Onde aconteceu e o que aconteceu!

  1. Também nasci em Nanuque, sou apaixonado pela cidade, saí daí com 12 anos, hoje tenho 53, estudei no Sul Americano, no Stella Matutina, no Grupo Deputado Castro Pires e morei na feirinha tem alguém desta época? 1972/1974?

  2. Tenho uma tia chamada geni,casada com o sr manoel,primos como o alcides,a lena, a lia. Que moravan bem ai nesse mesmo ponto de onde o rapaz pulou. Talvez vc os conhece, ou talvez vc seja até quem sabe um parente meu.Tenho ainda alguns parentes que moram no lagedo. Não conheço a cidade, mas lembro-me de alguns lugares. Saí daí ainda muito criança e não voltei mais. Hoje tenho 45 anos e tenho vontade de rever esta cidade tão linda. Entre no meu orkut,o endereço é o mesmo do e-mail. Um abraço.

  3. MINAS GERAIS.
    Eu foi ver os rios e lagos eu fui ver minas gerais
    eu fui ver suas lindas pedras, terra linda de amar.
    as bicas são as lagrimas dos olhos,d;agua luar,e a noite a lua brilha para que eu possa lembrar, as coisas acontecidas que um dia deixei por lá
    dos amigos ficaram lembranças,voltarei vou voltar, prá rolar as coisas que um dia deixei por lá.

    HAROLDO ROMULO FREIRE DE MIRANDA.RECIFE PERNAMBUCO.BRASIL.

  4. «Nada é permanente neste mundo cruel. Nem mesmo os nossos problemas.»

    Visite e participe no fórum «Cais112» onde pode falar de tudo que esteja relacionado com saúde, desemprego, sociedade, desabafos, etc.

    Para que possa encontrar ajuda e ajudar o próximo com as sua experiências.

    Visite-nos e faça do «Cais112» um cais de interajuda para quem mais precisa!

    http://www.cais112.com

  5. Ahhh…quem já não quis morrer por causa de um amor, por causa da rejeição ou da solidão? Por achar que a sociedade o rejeitaria, a familia o desprezaria, por evitar de sentirem vergonha de seus atos? Quem já não achou que a morte abreviaria qualquer sentimento? Quantos desejaram morrer após uma limitação fisica ocasionada por um acidente? Após uma tortura nas celas da repressão? Para evitar um estupro? Alguns conseguem, outros desistem, outros só queriam mesmo o colo da mamãe ou alguém para desabafar…eram apenas pensamentos mórbitos que os rodeava. A dor da tentativa são as cicatrizes no corpo ou na alma…preferem esquecer!!! Melhor assim. Ele, já se condenou…ou se salvou!!!

    Hoje em dia temos a internet, os solitários virtuais em grupos fechados de discussão, os amigos mais virtuais ainda, os grupos de ajuda, a passeata gay…são outros tempos…mas que tempos são esses?

    >>>>>

    Essa natureza é fantástica….no meu primeiro treino de parapente no morrinho, num momento de burrice tirei os pés do chão e cismei de voltar, pisar os pés no chão novamente para pegar velocidade na corrida…nisso o vento me arrastou morro acima…fiquei com a perna toda arranhada…!!! Fora o desespero de ser arrastada morro acima… 🙂

    Adorava fazer essas trilhas…era uma verdadeira cabra montesa…subi todos os picos da cidade do RJ fazendo caminhadas. Adorava sujar meus dedos segurando em raizes. Uma das mais bonitas e adrenalizante foi para a Pedra da Gávea. São duas horas e meia de caminhada e chegamos numa fenda onde passávamos por vez; era simplesmente um paredão de pedra, você e um precipicio a tua frente. No Estado do RJ ja fiz Correias, Pedra do Pombo em Sana, Pedra do Sino em Teresópolis, Travessia Petrô-Terê….enfim…adorava!

    Adorei essas formações rochosas de tua cidade…já vi que tem trilha para o alto nas torres, tem uma inclinação boa na segunda foto, tem campo de pouso…mas qual o vento predominante heim ?? Vou mostrar essas fotos para meu instrutor…. 🙂

    Beijos querido….bom final de semana…boa eleição!!! Depois nos falamos tá ???

  6. EU GOSTO É DE VOCE!!

    To nem ai pra ‘tem -peito o que’??? kkkkkkkkkkkkkk

    Adorei essa brancura toda!
    É sempre bom refazer e agradar os amigos…

    TO COM SAUDADE DE TU MEU DESEJO….

    Bjksss

  7. Gostei da cara nova do lugar…
    E realmente, a dor do rapaz que tentou se matar deve ter sido muita, primeiro a psicológica e depois a física. Uma história muito triste.

    Beijos

  8. Nossa, dos comentários, só eu li o texto? rsrsrs…

    Quanto “causo”! Conheço história de gente assim, que acha que “amor” é tudo na vida. Ainda escrevo um texto baseado numa relfexão sobre isso.

    E do matagal, ah como eu sei que isso arde!

    Mas ainda bem que não aconteceu nada pior com vc, apenas a reflexão!

    Bjs!

  9. Pri…não provoca o homem….!!!! Mas acho que ele também achou meio gay e mudou !!!! Cabra-macho esse Adão…faz jus as costelas que tem.

    hehehehehehe

    PS: Não deu para te ligar…sai cedo, cheguei e vou sair novamente…entro em contato mais tarde !!!! Beijos

  10. Oi Dão…recebi teu recado!

    Amor…esse teu template tá show…meio gay…mas show !!! Lindo adorei essa nova opção do wordpress.

    Beijos

    PS: O texto?? Depois eu comento tá ???

  11. Casa nova… ficou bom… Heim, nem pra vc responder o torpedo por email … que coisa feia …rsrs tive que resolver o problema sozinha. Abraços em kátia e nos meninos.

  12. Ahh que bom que as pessoas se preocupam com você neh ??? Isso é bom…infelizmente não estou no rol das preocupadas com você…. 🙂 já desestressei de ti depois daquele sumiço 🙂 …mas quero falar contigo….preciso de uma assistencia remota via msn. Dá para ser fofinho ????

    O texto? Ahhhhh depois eu comento tá ?? Nem li direito !!!!

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s