Ações da alma Humana · Comportamento de homens · Mulheres, Fêmeas, Feminino · Opinitivo e Pessoal · Reconhecimento · Relacionamentos, casamentos e contratos

Desabafo musical.


Chão de Giz!

Eu desço dessa solidão, Espalho coisas sobre um chão de giz, Há meros devaneios tolos a me torturar
Fotografias recortadas em jornais de folhas Amiúde, eu vou te jogar num pano de guardar confetes.

Eu vou te jogar Num pano de guardar confetes. Disparo balas de canhão, é inútil. Pois existe um grão-vizir
Há tantas violetas velhas sem um colibri. Queria usar quem sabe uma camisa de força, ou de vênus

Mas não vou gozar de nós apenas um cigarro, nem vou lhe beijar, gastando assim o meu batom. Agora pego um caminhão na lona vou a nocaute outra vez.

Pra sempre fui acorrentado no seu calcanhar meus vinte anos de ¨boy¨. ¨That’s over baby¨ – Freud explica! Não vou me sujar fumando apenas um cigarro, nem vou lhe beijar

Gastando assim o meu batom. Quanto ao pano dos confetes, já passou meu carnaval. E isso explica porque o sexo É assunto popular. No mais estou indo embora. No mais estou indo embora…

Bom fim de semana para todos e todas! A quem me enviou e-mail e que me ligou, depois respondo aos e-mail, inclusive sobre o livro que chegou, e outras informações.

Beijo em todas, e um leve aperto de mão aos machos! Por ora, é só continuar a pensar: Nas torturas toda carne se trai.  Mas pode ser que ninguém me compreenda, quando digo que sou um visionário.

Anúncios

6 comentários em “Desabafo musical.

  1. Respeito o prazer alheio, e delicadamente eu como o meu prazer, o tédio me alimenta e delicadamente me come, o doce tédio de uma lua-de-mel.
    Quanto a mim mesma, sem mentir, nem ser verdadeira – sempre conservei uma aspa a esquerda e direita de mim.
    E ninguem me compreende quando ajo como uma visionaria. Como se ama uma idéia.
    Te liguei, ouvindo Chão de Giz, queria chorar ao ouvir tua voz, mas meu silencio mudo o fez…

  2. Fico impressionada como nossos corações se irmanam…em sincronia, em raizes… !!

    Ontem a noite, passei ouvindo individualmente Zé (Chão de Giz), Elba (Saudade de ocê) , Geraldinho (Dia Branco) e Alceu (La Belle de Jour). Mandei para Jullie, em video, Garoto de Aluguel. Tomei para mim Dia Branco. E agora encontro Chão de Giz, no teu espaço….

    Essa música é uma das mais dificeis de serem compreendidas, interpretadas e cantadas. Pura viagem psicodélica de Zé Ramalho….assim como Avohai que foi composta sob o efeito do chá de cogumelo – uma homenagem ao pai e avô dele.

    Mas o que é descer da solidão e espalhar coisas sob um chão de giz? … Pura poesia trovejante do sertão nordestino…e que venha logo a Asa Branca.

    bjs querido e bom final de semana com “tanto e canto de amor…..numa praça, na beira do mar, num pedaço de qualquer lugar”

  3. Essa música é arrepiante!!
    Adão sobre não ter mais espaço para nome e site, fiz isso porque estava cansada de gente que se escondia atrás do anonimato. Mas não é melhor não ter que ficar preenchendo formulário?
    Bom fim de semana! Beijus

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s