Ações da alma Humana · Assuntos da Alma · Inteligência e Espirito · Relacionamentos, casamentos e contratos · Vidas

Altruismo e vingança


Quando chegou na recepção do Hemocentro, as pessoas olharam para ele. Um senhor que esperava a chegada deste doador, no entanto, passou chorar em desconsolo.

– Calma! Tenha paciência, ele chegou a tempo!, Tudo vai correr bem! – Disse a bonita jovem que o acompanhava, beijando-o carinhosamente, enquanto enxugava-lhe a face.

No balcão, o recém chegado, olhava aquelas pessoas, e sabia exatamente o porque daquele choro.

Morar em cidades pequenas tem suas vantagens e as desvantagens também são inumeras, e naquele dia, ficou comprovado, ao menos para estes dois, vantagens e desvantagens.

Ele apresentou a carteira de doador, executou pacientemente as atividades burocráticas.

Entrou numa pequena sala, recebeu a primeira espetada. Em um minuto recebeu a comprovação de que o sangue era do tipo O- (Ó negativo), estava sem anemia, não havia ingerido bebidas alcóolicas, e livre de outros fatores que o impossibilitaria fazer a doação.

Assim que estava tudo acertado, antes de sentar-se para a doação, saiu da sala pois precisava ir até moto para travar, e ligar o alarme, pois  havia esquecido destes passos necessários à segurança e proteção do seu veículo.Passando pela recepção, o desconsolado levantou-se e correu até ele e disse:

– Por favor! Por favor! Não deixe de doar. Me perdoe, depois, você acerta o que quiser comigo. Estou te pedindo muito! Mas este seu ato de doar pode salvar a vida de meu filho. Não se vingue de mim com a vida de meu filho. Por favor, em nome de Deus, de Jesus, de todos os santos, e tudo que é sagrado. Me perdoe!

Olhando-o sem simpatia, amiseração, comiseração, compaixão, condolência, dó, enternecimento, lástima, miseração, pena, piedade ou seja lá qual seja a palavra para expressar seus mais intimos sentimentos e pensamentos, ele preferiu o silêncio. Nada disse!

Entretanto, ao atravessasr a porta, expressou mediante um cinico sorriso, aquele tipo de sorriso que expressa uma gama numerosa de sentimentos tais como: deleites, gozo e jubilo que só a vingança proporciona.

Voltou! Doou o sangue. Saiu silencionsamente. E, os demais ficaram curiosos quanto ao comportamento daquele senhor que chorava desconsoladamente quando o doador chegou.

As explicações não tardaram a chegar. A cunhada, que presenciara toda a cena, ficou lá fora esperando o jovem doador e inquiriu-o sobre os motivos de pedido de perdão.

– Hoje pela manhã – disse ele – este senhor me humilhou na frente de muitas pessoas lá na esquina do Banco do Bradesco. E, quando tentei falar, ele agiu com grosseria e além de me ofender, desferiu um forte tapa no meu pescoço. Ficou ardido e avermelhado. Chorei de vergonha! Eu pensei em mover uma ação contra ele, mas, sei que a justiça para os fracos é mais demorada. Mas, a justiça da vida é rápida! Ele deveria está com muitas pendencias da vida para ela cobrar dele assim no mesmo dia.

– Porque você não se vingou?

– E, você quer vingança melhor do que esta? Ele agora me deve. E deve muito. Minha vingança, é ele saber que eu não sou igual a ele. Que eu sou melhor do que ele. Que eu não me impus. Não recuei. Não agir com a mesma crueldade, e muito melhor, não fui de atitudes altivas e desdenhosas; não fui soberbo, mesmo quando poderia ser. Ele agora, além de tudo, terá que conviver com este remorso, com esta inquietação da consciência e vai levar esta culpa. E, te garanto que ele vai mudar o comportamento com as pessoas no exercicio de suas atividades de policial.

Vingança ou Altruísmo, em situação semelhante qual você executaria? Será que conseguiria mesmo?

Anúncios

8 comentários em “Altruismo e vingança

  1. Nem tanto análoga assim Julie Show. “…nossa vida pequenina é cercada pelo sono” 🙂

    Esse texto de Adão é uma verdadeira Tempestade de sentimentos. 🙂

  2. Concordo com a Renata. Saudades de voce! Só para acrescentar, essa luva foi de seda!
    Penso que voce se transforma na interpretaçao quando a internaliza. Shakespeare não estava sendo metaforico quando Próspero disse: “Nós somos feitos dos mesmos materiais dos sonhos” E, (Beth Show) dirá: Lá vem a Julie com suas analogias…rsrs… Mas se voce quer saber como esta sua mente hoje? Lembre-se do que pensou ontem. Quer saber como estará seu corpo amanha? Olhe seus pensamentos hoje (Chopra)

    Eu concordo com vocês duas!

  3. Talvez eu fizesse o mesmo, mas não se trataria, nem de longe, de uma atitude altruísta – pq não teria nenhuma bondade no ato. Seria simplesmente o famoso tapa na cara com luva de pelica. É apenas algo que mostre: “tá vendo, sou melhor que vc”. Gostei daqui. Beijos!

    Volte sempre!

  4. Digno de palausos esse texto. eu que trabalho em um hemocentro, sou médica e tenho que ajudar e salvar vidas até de assasssinos e estupradores, sei muito bem como é isso. Aplausos de novo!

    Bom saber querida que você é médica e trabalha assim, mesmo que sofra este tipo de pressão moral. Fique firme, e continue altruista! A melhor vingança é ser altruísta!

  5. Quer vingança maior do que ser superior?

    Superior em sentimentos, em atitudes.
    Mas não acredito em doação por vingança, isso é um sentimento mesquinho. Altruísmo fica bem melhor e mais digno.

    Não sou dada a vinganças e jamais o faria caso atingisse a terceiros, ou usaria terceiros para faze-lo.
    Porem, se a doação fosse direta, pensaria duas vezes na vida que estaria salvando, não por vingança, mas por merecimento, quem dá um tapa, dá um tiro.
    Errar é humano, perdoar é divino, e ainda não faço parte de nenhuma divindade.
    Hoje conversava com minha mãe sobre isso, pessoas que são crueis e que quando adoecem ou morrem todos esquecem o passado, ela riu quando eu disse que não conseguiria cuidar de alguém que quando saudavel era uma pessoa má, quem é mau quando em vida, pra mim continua mal pos morte, e assim por diante.

    Tinha um possivel irmão “bastardo”, que apareceu na adolescencia, o tratava como irmão, apesar de nunca ter sido confirmada a paternidade do meu pai, no dia seguinte ao funeral do meu pai, invadiu um estabelecimento comercial dele para tomar posse, apesar de minha dor fui tentar argumentar, a intenção era fazermos o que meu pai nunca fez, investigação de paternidade, mas ele nem me deixou falar, foi direto a tentativa de homicidio, só Deus sabe de onde tirei forças pra segurar aquele braço com uma faca na mão, a faca do meu pai, e isso porque as armas ja haviam sido roubadas, era o que ele procurava.

    Não prestei queixa a pedido dos filhos dele.
    Meses depois veio o pedido de perdão, e minha negativa mas ainda a disposição para um DNA, que nunca foi requerido. Direitos são direitos.

    A pouco tempo ele faleceu, podre e sozinho na cama de um hospital e implorando a minha presença.
    Não fui, não me arrependo, talvez alguém tenha mentido que eu o perdoei, com pena para que ele partisse em paz. Tudo o que somos e fazemos, é o que levaremos daqui, é o que estará conosco na hora da verdade. Não foi vingança, foi merecimento. Não sou vingativa, só não sou hipocrita.

    Tava com saudades. Beijos

    Eu tenho seis irmãos que são filhos de meu pai com uma outra senhora, e, agradecemos ao fato deles terem morado em nossa casa, cuidados por nossa mãe por alguns anos. Isto ajudou muito a nós e a eles.

  6. Vc sabe que antes de comentar ou escrever meus post´s olho para meu umbigo e corto minha carne neh? Então…quando optei pela transação penal naquele caso da ex-colega maluca que invadiu bêbada minha casa de veraneio, se agarrou aos meus cães correndo o risco de ter sua jugular dilacerada e, ainda me acusou de bater nela – uma mulher que tem o quadruplo do meu peso, fiquei com uma sensação de derrota indescritivel, me senti impotente diante de tudo o que acredito, pois me senti a mercê do MP do interior que sequer olhou meu processo.
    Optei pela transação para me livrar de uma louca e seguir minha vida com meus objetivos. Mas, recentemente, ao passar diante do condominio onde ela mora, parei, pensei e disse ao meu benhê…sabe o que foi bom nisso tudo? É saber que ela continuará solitária, abandonada, achando que o dinheiro, o alcool, as drogas compram tudo e todos e a loucura é o único alivio da sua alma. E a minha vida continua evoluindo, linda…apesar dos pesares das minhas escolhas.

    Portanto, adorei esse cínico sorriso do doador – de repente a visualização de sua resposta, “o dar o troco” além do valor da moeda. Não há preço que pague o crescimento. Enquanto uns evoluem com perdas e ganhos, outros estagnam. Ele não doou o sangue como forma de vingança. Ele doou o sangue como forma de resposta da vida. Na verdade um espirito altruista além de tudo e acima de tudo e sabendo que para tudo a vida, a propria vida, dá a resposta. Gosto dessas respostas da vida…são as melhores! Não há dinheiro no mundo que pague – tipo Mastercard. Beijos amado

    PS: li teu recado e respondi. Brigaduuuu. Pode mandar. Essa semana, o unico dia que estarei no RJ será quarta-feira, portanto, tentarei falar contigo o mais rapido possivel, ainda hoje, para saber como ficou a paradinha.(vc sabe o que neh???)

    Eu sei. E entendo a situação. E não existe melhor resposta e meios do que estes que a vida nos apresentam, uma pena não termos o poder para usá-los sempre.

  7. Esse doador foi testado diante de sua própria consciência. Dizem os kardecistas que é aí que Deus escondeu Sua lei.
    ……………………
    Pela narrativa, no entanto, vemos ainda a fraqueza humana de um sutil toque de compensação. Nós, seres humanos, somente conseguimos conceber algum valor na existência de um Deus se isso também puder significar justiça (conforme nós a entendemos). O bom de toda a coisa foi que ele (doador) ainda conseguiu pensar na vida como uma sucessão de fatos providenciais.
    ………………….
    Gosto, também, de pensar que existem coisas que nos empurram para enxergar a vida melhor, através de desafios. Provavelmente, a recompensa verdadeira só virá depois. O castigo (ou falta dele)? Bem, lembro de haver lido uma frase de Jesus na Bíblia sobre a punição do erro (pecado): “Eles já receberam a recompensa”. Eu acho que essa frase pode significar que ficou registrado em algum “lugar” (memória cármica) o ato de maldade que se faça por prazer (não por ignorância).

    Querido Lê Lê, tenho que concordar com sua opinião. A compensação, o galardão, o prêmio é de fato o que muitos veem ao final da sua existência. Se não houver um céu como recompensa de uma vida boa e dadivosa, a maioria não consegue ver um significado para esta existência, e na outra extremidades, existe o inferno a ser evitado. A equação parece até simples, inclusive nas palavras do Mestre de Nazaré: “Os que tiverem feito o bem, para a ressurreição da vida, e os que tiverem praticado o mal, para a ressurreição do juízo.” João 5:29

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s