Assuntos Aleatórios

sensações e experiências, algum tempo depois!


O amor é uma planta que deve ser regada todos os dias.

Você já leu isto outras vezes e somente agora leu aqui. Esta é uma maneira simples de tentar explicar como se deve tentar manter ou sustentar aquelas experiências e boas sensações que você sentiu na primeira vez em que esteve com esta pessoa especial.

No inicio, consegue-se reproduzir tais sensações e experiências por que estar muito próximo de quando ocorreu pela primeira vez. 

No inicio, não é necessário a cada encontro produzir uma grande sensação e uma gingantesca experiência, basta relembrar, e aproveitar o restante dos elementos responsáveis por tamanha sensações agradáveis em estar com esta pessoa.

Quando, se produz tantas experiências e sensações agradáveis por algum tempo, a maioria de nós pensamos que somos capazes de produzir isto, ao lado desta pessoa o resto de nossas vidas, e então, damo-nos em casamento.

Não é fácil produzir, reproduzir e manter tais sentimentos, sensações e experiências por tantos dias. Os desafios são inumeráveis.

O convivio e a familiaridade, o comodismo, e outros elementos crueis do entra-dia-sai-dia pode além de anuviar tais lembranças, impedir-nos de buscar novas experiências provocadoras de novas sensações.

Não é necessário revivermos o passado; precisamos aprender a criar novas situações, novos meios de obter e manter estes bons sentimentos que nos fazem querer permanecer ao lado da pessoa que nos faz tão bem.

Há pessoas que confiam excessivamente na sua capacidade em produzir tais sensações no seu conjuge, e não mede, ou não, percebe que outros comportamentos, outras palavras, outras atitudes estão gerando sentimentos e sensações capazes de neutralizar, minimizar aquelas boas sensações que além de não terem sido alimentadas, foram deixadas no passado.

Os sentimentos, as reações produzidas nalgum momento no passado, não geram carbono 14, e também não geram carbono 12, elas se deterioram e perdem-se no interior de nós humanos.

As lembranças não são capazes de sustentar um sentimento esquecido, um amor não regado, uma pessoas não lembrada, nem carinhada.

Então, antes da fossilização do seu amor, se você tem este amor, trate-o bem. Cuide dele, e não confie que você é capaz de no momento que desejar produzir tais sensações na pessoa que você pensa te amar.

Se há amor entre vocês, aproveite a grande quantidade de meios e maneiras de mantê-lo vivo, ativo, e produzindo novas e agradáveis sensações.

O tempo pode ser cruel, com quem pensa saber manipular as regras do amor e dele.

Anúncios

6 comentários em “sensações e experiências, algum tempo depois!

  1. Esses dias falei com uma amiga que o namorado ia ter que ralar pra merecer tê-la, em elogio ao seu físico. Ela disse que ele já a tinha mas eu falei que tem que ser uma conquista permanente. Espero que ela tenha entendido.

  2. Infelizmente tem pessoas que veem no casamento obrigação de tudo, obrigação de fidelidade, obrigação de respeito, obrigação de amar, obrigação do sexo, …
    são coisas que não acontecem como deveriam com a obrigatoriedade do casamento.
    Particularmente não acredito na felicidade plena tendo alguém sido tomado em matrimonio, acredito em felicidade projetada, bom, eu tenho certa aversão ao casamento, pelo menos aos tradicionais.

    Não consigo fazer o que não tenho vontade, as vezes tenho vontade de regar, em outros tempos simplesmente quero esquecer de faze-lo, sou assim também com meu jardim, em algumas epocas ele está simplesmente lindo, noutras um verdadeiro horror, mas plantinhas é so comprar outras né?
    Mas o amor não espera por cuidados, ele morre.

    Beijinhos

  3. Eu vi de perto quando o Mago Ykhro fez uma dinâmica de aconselhamento de casais utilizando carbono 12 e carbono 14 (não necessariamente nessa ordem). E… realmente… eu não conseguiria acrescentar coisa alguma ao que você disse. A Informática (T.I.) está prestes a perder um dos seus maiores expoentes, que já tem seu lugar certo nas Ciências Sociais!

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s