Assuntos Aleatórios

aprisionada em 1968!


Fui surpreendido nesta madrugada com o texto da Magui direcionado a minha pessoa, e a este blog. Assim ela escreve:

Muita gente ouve falar em feminismo e não sabe bem do quê se trata. Um eles é Adão Braga. Então resolvi fazer este texto para que ele fique atualizado e não fale pelas mulheres.

Eu respondo:

Magui, eu não ouvi falar de feminismo. Eu sei que o é feminismo. E li o seu texto para saber se você sabia, no entanto você disparou a reclamar de um programa humoristico. Eu não o vejo. O meu humor, não acha graça nos programas humoristicos que passam na TV.

O feminismo foi um movimento que desejou, que preconizava, idealizou ampliar os direitos do gênero feminino. Até apoio qualquer idéia que possa favorecer-nos como humanos, não apenas, uma ideologia separatista como o feminismo idealizado na década que você nasceu, cresceu e viveu.

Este feminismo, foi tão somente um movimento, que fracassou no seu maior intento: Querer transformar as mulheres em uma especíe de homem sensibilizado.

Sempre me posicionei, e sempre serei contra estas idéias feministas, que não passa de uma manobra de uma conspiração mundial, para se obter mão de obra qualificada, barata e controlável.

O feminismo tentou criar um cisma entre homens e mulheres. Quis fazer, e ainda é muito utilizado a expressão GUERRA DOS SEXOS, como que nossos gêneros fossemos inimigos.

Para muitas mulheres educadas, treinadas por suas filosofias, (não diferente de muitas lavagens cerebrais evangélicas, e de partidos de esquerdas, do MST – Todos são iguais) toda mulher que não trabalha fora do lar, é uma escrava do marido. Toda mulher que casou-se e dedica a maternidade e á família é uma alienada. Uma coitada.

Tolice!

Estas mesmas mulheres que pensam ser escravizadas quando auxiliam seus esposos, pensam que são livres, que “contribuem com nosso belo quadro social” porque trabalham nalgum lugar, e ganham um salário mínimo. Afinal Magui, não são todas as mulheres, e não são todos os homens que o imposto de renda vem descontado na fonte. A maioria são proletariadas, e estas suas idéias libertárias, não atingiram, nem fazem a menor diferença.

Elas continuam escravizadas. E louvo, o fato, das novas mulheres, não desejarem ser equiparadas a nós homens. Mulher tem que ser mulher. Homem tem que ser homem.

Você que já li alguns comentários anti-esquerda, nunca percebeu a influência do socialismo no meio feminista, em que o objetivo principal, é obter o trabalho serviu, barato sob o manto da liberdade.

– Nós vos libertamos, então vós sois livres, porque vocês trabalham e servem ao Estado, e não a vossos maridos. Não deveis fidelidade a estes antigos algozes.

Eu falo pelas mulheres,  porque vocês perderam a causa, e vivem emudecidos. E você já deveria conhecer a nova onda feminista que tem surgido na Europa, denominado de NEO FEMINISMO, que tem voltado sua atenção para o contrário deste feminismo arcaico que você advoga e pensa ser a salvação do gênero.

O NEO FEMINISMO tem crescido, justamente, porque advoga – anota ai por favor! – que as mulheres não precisam ter direitos iguais aos homens. Que as mulheres não precisam serem uma nova “raça” de homens para serem livres. As mulheres podem e são o que são por sua natureza. E disso elas não podem escapar.

A fraqueza deste seu feminismo arcaico, é que ele não conseguiu inovar. E cito a autora do livro “Mamãe em casa” que diz:

“O velho feminismo perdeu, porque não se ajusta às mulheres tal como elas são, pretende convertê-las em homens”

Atualize-se Magui.

Este movimento feminista que você é adepta, perdido em suas ideologias, agora insiste em querer transformar homens em mães. Quer transformar homens em donos-de-casa. Mais um movimento fracassado, porque as próprias mulheres não querem que homens sejam mães, elas querem que homens continuam sendo homens. 

Desde às carvernas que homens protegem as mulheres. Que homens caçam pelas mulheres. Que homens são pais. Que mulheres são mães. E que ambos, tem como funções primárias de reprodução e sociabilização, viver em família.

Funções que este movimento, influenciado pelo socialismo, pelo mercado de trabalho, e também, as vezes o capitalismo e o liberalismo tentou modificar com o manto de: a mulher tem direito de: 

Nós não precisamos de feminismo. Precisamos de leis justas que nos protejam como humanos, e não como gênero. Caia fora destas idéias furadas Magui. Atualize-se! O feminismo está mudado, e você ai, sentada dando milho aos pombos?

Magui, penso, é ou foi advogada. E pensa, (é direito dela pensar) que luta pelo direito de todas as mulheres. Entretanto, tenho parentes na região onde ela mora, e que trabalham em áreas especificas, e sei que a realidade das mulheres de lá, não é diferente das mulheres daqui de Irecê, onde moro, e que não é diferente das mulheres que moram em Manaus, onde a Julie vive, e que não é diferente, das mulheres onde a Sarah Rubian e Deever moram e não é diferente da maioria das mulheres onde a Beth mora.

Magui, saia das teorias. Caia no mundo real onde vivemos, e onde apoio e ajudo suas semelhantes. Eu, trabalho com informática, apesar de ter tido uma formação acadêmica voltada para a teologia e a sociologia e é nesta área que mais ajudo, estas orfãs do feminismo. Estas coitadas que acreditaram em vocês, e hoje pergunta-me: Como? Para que? Porque? Onde? O que sou? etc.

São inumeras mulheres que auxilio ao longo da semana. Reclamações diversas. Patrões. Filhos. Escola. Supermercado. Politica. Doenças. Casamentos. Divórcios. Intrigas. E não vejo, nenhuma ajuda destas ideologias equiparatistas do feminismo. No momento do aperto, mulher age como mulher e não como manda a cartilha do feminismo, exigindo direitos e deveres.

Por fim Magui, deixe de defender o gênero, e se interesse mais pelos humanos, seja ele homem ou mulher, que você vai ajudar mais.

E da próxima vez, traga informações atualizadas, não me fale de programa de televisão que não assisto, que aliás, se há mulheres lá, fazendo o que elas fazem pelo dinheiro, você como mulher feminista que diz ser, deveria procurar meios legais de ir lá libertar estas coitadas.

O novo feminismo, tem como foco, não estes direitos que vocês lutaram. O neo feminismo luta pela maternidade, pela amamentação, pelo calor humano, pelo carinho.

A questão, em minha ótica, é que o feminismo, é tão somente, mais um meio de escravização das mulheres, e você e seus pares, apenas agências dissiminadora de idéias escravizantes, e ainda fazem pose de mocinhos.

Deve-se lutar para acabar com a violência doméstica contra a mulher, contra os filhos, e direitos politicos e cívis iguais. Isto não deveria ser debatido por gênero masculino e feminino, mas, isto é declarado como DIREITOS HUMANOS. E não ficar se gabando da necessidade da Lei Maria da Penha, como que se a constituição não declarasse: “homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações” (art. 5°, I).

Você está aprisionada em 1968. Mas, a porta da cela está aberta. Saia para o novo mundo!


Anúncios

23 comentários em “aprisionada em 1968!

  1. Adão, tu bem sabe que não concordo com tudo o que dizes ou escreves, mas defenderei até a última instância o teu direito de dizê-lo. 🙂 Estou parafraseando Voltaire.

    Permaneço com minha humilde opinião de 2008. E torcendo cada vez mais que homens e mulheres – mulheres e mulheres – homens e homens se encontrem, beijem na boca, façam sexo, se respeitem e sejam felizes; desde que queiram e tenham liberdade de escolha.

    Só acho que a história, a sociologia, a antropologia e os profissionais que nelas atuam poderiam sair mais de dentro das academias, bibliotecas, grupos de discussão e ajudar a sociedade a se livrar dos canceres sociais que são o tráfico de mulheres, a violência doméstica, a servidão sexual. Ajudar colocando a mão na massa e não defendendo tão somente teorias num mundo que está mais para mostrar sutiens a La Norminha do que queimar sutiens.

    Beijos querido
    boa semana para ti!

  2. Adão, concordo com seu texto e como eu estive nos “dois lados da cerca” (já trabalhei eu+mais marido e já sustentei casa+marido do mesmo jeito que fui sustentada) eu vejo hoje em dia o desdem que muitas mulheres sentem qto as duas situações.
    • Mulheres que optam pela maternidade e decidem administrar seus lares são menosprezadas, depreciadas.
    • Mulheres que optam por terem carreiras e deixarem seus filhos aos cuidados de uma estranha (creche ou empregada) são vangloriadas.
    Tipo, direito de escolha e respeito morreu velho mesmo… tudo por causa do “cabresto” = ideologia furada ou politicagem da braba servida pra guiar aqueles que a sociedade (senhor de engenho né) julga como peso morto… tem que guiar os tadinhos ignorantes porque estes não tem capacidade mental de se instruir ou definir o certo do errado, o bom do ruim.
    Algumas ‘regras’ cabe mais o bom senso.
    Cansada dessa palhaçada chamada feminismo… alias cansada de rótulo e da turminha que sai na porrada pra manter as etiquetas.

    Aqui em casa, meu MARIDO, meu HOMEM é meu AMIGO, meu AMANTE, PAI dos meus filhos, PROVEDOR do meu lar, meu COLABORADOR.
    Se alguém se sente castradas dos direitos de mulher entando num relacionamento com um homem (ou outra mulher), deveria então analisar é o relacionamento e não os direitos da mulher.

    O importante é ser feliz, e DEIXAR os outros serem felizes, seja lá da forma que vc ou fulano escolheu.

    O irônico desse negócio de sair no megafone gritando “mulheres domésticas, mães – libertem-se, arrumem um emprego e vençam o mundo” é que, infelizmente essas mulheres que saem pra vencer o mundo precisam de outras mulheres (empregadas domésticas) pra fazerem os serviços que elas estão muito ocupadas pra fazer. Acabe-se que o feminismo só serve pra uma parcela das mulheres…

    Tá, deixa eu ficar quieta… 😀

  3. Adão:

    Fiquei sem palavras…
    Respeitando a opinião de todos deixo aqui a minha humilde opinião.
    Não vou falar como mulher e sim como ser humano.
    Apesar da humanidade ter conquistado tantos avanços na ciência e tecnologia muitos homens e mulheres continuam acorrentados a inúmeros preconceitos.
    OS DIREITOS E DEVERES SÃO PARA TODOS INDEPENDENTE DE SERMOS HOMENS OU MULHERES..
    Muitas pessoas “supostamente” se intitulam indignados,lutadores contra preconceitos e no entanto estão se beneficiando com o sofrimento daqueles que estão sendo atingidos realmente.
    TEM SEMPRE ALGUÉM SE BENEFICIANDO COM A DOR ALHEIA.
    Homens e mulheres estão se conscientizando que é preciso andar de mãos dadas na batalha contra os preconceitos.
    OS MACHÕES E FEMINISTAS ESTÃO PERDENDO TERRENO PARA OS NOVOS HOMENS E MULHERES DA VIDA MODERNA que compreendem que o preconceito não está na cor da pele, no sexo, na preferência sexual, na idade, na religião, na classe social, no partido político,no fato de ser ou não portador de deficiência física, no fato de ser rico ou pobre e sim que O PRECONCEITO ESTÁ NA FALTA DE RESPEITO DE UM SER HUMANO POR OUTRO, NA CAPACIDADE DE QUERER SER MAIS PODEROSO E SE BENEFICIAR COM AS DIFERENÇAS. O PRECONCEITO ESTÁ NA FALTA DE AMOR…A CARÊNCIA DE TUDO INCLUSIVE DE AMOR DEIXA AS PESSOAS MAIS VULNERÁVEIS. A PROVA DISSO É A INDÚSTRIA DA FOME MUNDIAL, A INDÚSTRIA DA MISÉRIA. Quanto mais pobres, sem amor e sem educação, mais fáceis de manipular e de dominar.
    UM FATOR DECISIVO NA BATALHA CONTRA O PRECONCEITO É A EDUCAÇÃO.
    Com a educação os horizontes e as oportunidades se ampliam
    e as diferenças podem ser contornadas e direcionadas para o bem de todos. JÁ OBSERVARAM QUANTAS CORES EXISTEM NA NATUREZA? QUANTA BELEZA NAS DIFERENÇAS DE CORES E TONS? OS PRECONCEITUOSOS NÃO CONSEGUEM ENXERGAR ESTA BELEZA CONTIDA NAS DIFERENÇAS.(Juli Ribeiro)

    Adão receba um abraço em seu coração.

  4. Quanto ignorância e falta de conhecimento histórico… o feminismo tem milhares de linhas de estudo e atuação, nem citou outras além da popularmente conhecida por “queimar sutians” ou “odiar homens”. Aposto que defende a volta da escravatura, porque a mão de obra para negros é cara, não é?
    Paciência, democracia é isso… liberdade de expressão…
    Só lamento mesmo…
    Sou cientista social e seus comentários ofendem a história, a sociologia, a antropologia, as ciências médicas (não existe essência nem de homem, nem de mulher na definição de comportamentos), a biologia e os estudos científicos.
    Deveria se informar mais, ver menos TV globo/record e jornais de direita…
    Abs,

  5. Como é que é?Alguém falando mal do Adão??
    Logo ele que defende as mulheres e tem por nós MULHERES um carinho especial( pelo menos eu sinto através dos seus textos).
    Confesso que li o texto( o do Adão) e.ainda não estou acreditando que a Magui teve a coragem de dizer que ele é desinformado??
    Deixa-me interar do assunto, pois confesso que tudo isso me pegou de surpresa.
    Beijos e conta comigo , tá?!

  6. Vamos à Instância Superior decidir essa lide em relação ao ADESTRARMENTO FEMININO. HEHEHEHEHEHE
    Beijos fofucho – T amo

    Eu também. Quanto a nossa querela, arrolo como testemunha “beeeenhêêêêêê” que terá papel significativo nos argumentos de que adestrou, e que foi adestrado. ha! ha! ha!

  7. Passei para deixar-te mil beijos.

    Mas, me permita discordar da tua réplica: Mulheres são não bichos para serem adestradas. Elas apenas estão perdidas entre o “sobreviver e o ser.” No mundo não mais cabe o homem como tão somente provedor de um lar. Fora isso, juridicamente, juiz nenhum, diante de um processo de divórcio, dá à mulher pensão quando ela tem capacidade laborativa. Então, mais uma vez te digo: cada uma sabe onde o calo aperta e as contas que tem para pagar.

    Bizarro falar de feminismo quando quem queimou o sutien num movimento qualquer tem MBA e Doutorado no curriculum e corre para as lojas para comprar mais e mais sutiens, colocar silicones nos seios e usar calça da gang que deixa a bunda em pé por 300 reais, tão somente para seduzir e impressionar o homem.

    Bizarro falar das mulheres tão somentes mães e donas-de-casa, quando muitas sonham com o banco acadêmico e os maridos não deixam, ou os filhos tomam seu tempo. E o tempo que foi tomado, passou. O marido morreu ou fugiu com a amante, os filhos cresceram e ela não tem mais espaço no mercado de trabalho.

    Não gosto dessa discussão sobre o movimento feminista dos anos 60, pois além de ser uma discussão hipócrita onde cada um só olha seu proprio interesse, a ideologia desse movimento é bem anterior a essa época. E temos na História exemplos de grandes mulheres que não precisaram arrancar seus úteros, mas souberam comandar uma nação com a mesma maestria que souberam seduzir generais. Conquistaram o voto e dividiram bancos acadêmicos, com a mesma inteligência que souberam ser mães e esposas.

    Para um ser que carrega outro ser dentro do seu ventre, tudo é possivel, pois ela tem força para isso. Mas enquanto no mundo, houverem mulheres sendo negociadas em casamento ou tendo seus clitores arrancados a navalha…terei a certeza que a mulher ainda tem muito o que conquistar.

    Beijos Adão
    Boa semana para ti…

    Vamos então a treplica:

    De forma impiedosa querida, (ha ha ha) ADESTRAR é uma palavras, que apesar de ser utilizada para se referir aos animais, não é de uso restrito a este campo.

    Se formos ater ao definição do dicionário teriamos:

    v. tr.,
    tornar destro; amestrar; ensinar; disciplinar;

    v. refl.,
    tornar-se hábil, treinar-se; instruir-se; preparar-se.

    Adestrar que utilizo na resposta é com a mesma ideia que digo que os jovens estão sendo adestrados na faculdade. Eles saem de lá repetindo as mesmas idéias, os mesmos argumentos.

    Os casamento negociados fazem parte de uma cultura. Os casamentos negociados não são ruins de tudo. São sociedades em que o coletivo, a família, são mais importantes do que o EU egoista.

    Quanto a mutilação critoriana, deve-se empenhar em ajudá-lo, e concordo com quem disse o seguinte:

    – Nós precisamos ajudar o continente africano de diversas maneiras, até preocuparmos com inclusão digital por lá. Se a inclusão digital vai ajudar a acabar com estas mutilações, que façamos um movimento de inclusão africana.

  8. Meu caro acho que estou na sua frente, 99% de suspeitas confirmadas até a noite será 100%.

    Como podes ter mais certeza que eu neste caso da Turma do Sensibilidade? Eu duvido! ha ha ha

  9. Adão,

    Uma vez meu filho me perguntou diante de uma reportagem que ridicularizava um homem que apanhava da mulher, “Qual a delegacia que o homem vai quando apanha da mulher?”

    Depois de minha explicação ele indignou-se, “Isso não é justo!!! Um policial comum tem que respeitar qualquer um que chegue precisando de ajuda, tinha que ter a delegacia para os homens, ou não ter uma só para mulheres!!!”

    Não se assustem se em breve tivermos uma revolução do genero masculino, meu filho já tem essa ideia aos 10 anos.
    Não seremos capazes de mudar nada no mundo se não conseguimos mudar a maneira com que o olhamos, é sabido de todos que leem meu blog a minha opinião sobre o feminismo, aprendi assim, minha mãe nunca queimou sutiã, nunca indignou-se com os homens mais ainda em 1965 conquistou seus direitos de mulher, ela poderia ter voltado para casa dos pais quando percebeu que seu casamento não era o que imaginava e continuar sua vida de luxo, mas preferiu lutar pelo que acreditava, “seu lugar ao sol”, fazer a propria historia.
    Eu bato palmas pra minha mãe, e ela nem é feminista, mas dá um banho de dignidade e luta.

    Todo ser humano deve ser tratado com respeito, independente do sexo. todo ser humano nasce livre mas se aprisiona a medida que vai envelhecendo.

    Não vejo como um anormal o tal protagonista, vejo sim as mulheres que se submetem aos sadicos espetaculos, recentemente vi um entreveista da Sabrina Sato num canal um pouco mais serio, e de burra ela não tem nada mas já amarga a consequencia de seu papel na televisão, “Nenhum homem quer me levar a serio!!!” disse no final da entrevista.

    Quem levaria?? Beijinhos

    Quanto mais se conhece historias de seus filhos, mais se gosta deles. Eu concordo com ele! E concordo com voce, que em breve havera uma nova levante contra esta imposicao, e esta nova face da escravatura! ha ha ha E sua mae, e muito semelhante a minha mae que apesar de todas as agruras, manteve, e seguiu seu caminho. Nao mudou nada na vida dela poder votar por exemplo!

  10. Adão,
    Eu fiquei tão anestesiada ao ler este texto, que me perdi no que comentaria. Amei o texto, saúdo com palmas. Brilhante suas palavras e sua colocação. Realmente o que nos falta é sair para o novo mundo mesmo, uma pena é que muitos olhos estão tampados e o corpo imóvel. Beijão

    Mas voce comentou bem! E deu-me um vislumbre melhor com sua expressao- sair para o novo mundo!

  11. Isso se encaixa um pouco no texto que escrevi sobre mulheres terem ou não tempo para as coisas. Talvez as velhas feministas tenham se dedicado exclusivamente ao trabalho e esqueceram que existe algo além do sucesso profissional. Eu pelo menos penso assim e muitos homens que pensam diferente são criticados por não terem tempo à família.

    Bem por ai! Acho que li este seu texto!.

  12. Adão.

    O texto está brilhante e explica de forma clara as idéias que você apresenta.

    São idéias comprovadamente fundamentadas… que te ajudam a “calibrar” a criatividade que permeia todo o conteúdo deste seu espaço.

    Esse antigo feminismo cultuou uma idéia de “rivalidade”… quando deveria ter cultuado a “igualdade”… a “parceria”.

    Homens e Mulheres não deveriam ser inimigos.

    Esse citado movimento “feminista arcaico” tem uma parcela significativa de culpa desta incomunicabilidade entre os sexos… a ausência de um diálogo mais aberto e sem tabus.

    A mulher criou rótulos padronizados sobre o homem e vice versa.

    Acho importante esse tipo de discussão para abrir os olhos de todos sobre a necessidade de se rever certos conceitos.

    Abraço.

    Eu nao gosto de nenhum tipo de ideologia que causa faccao desta maneira. Porem reconheco que ha quem se beneficia com o feminismo, menos, as mulheres. O que as mulheres entregaram para ter certos direitos que ela tinha?

  13. Bom seria a mulher ser tão somente FEMININA.

    Mas, atualmente, estao adestrando-as para tantas coisas menos deixa-las a ser a natureza feminina!

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s