Ações da alma Humana · Lembranças e Nostalgias · Relacionamentos, casamentos e contratos · Vidas

As prisões de cada um!


Ainda jovem, vi e ouvi um de meus cunhados brigar, xingar, humilhar prisoesminha irmã por um motivo frivolo: O estimado, e amado cachorro que ele criava havia passado do horário de comer.

Cheguei em casa e chorei muito. Minha mãe, veio me consolar, e saber o motivo de tamanha tristeza. Contei-lhe o que havia visto e ouvido, e pensava que minha irmã, não merecia vida tão triste!

No momento, em minha mente, a situação e a comparação era simples:

– Aquele animal era mais valorizado do que a existência de minha irmã.

Havia outras questões, que conversei com mãe. Eu, tinha 16 anos.

De lá pra cá, muito se mudou. Entretanto, apesar de entender e aceitar “que cada qual, no seu cada qual”, quanto uma pessoa suporta e se submete a certos grilhões? O que prende estas pessoas nestas circunstâncias? Amor? Dependência emotiva? Opressão financeira? Comodismo? Paciência? Gratidão? Chantagem? Pressão Social? Esperança? Materialismo? Prazer?

São muitos os motivos elencados por miriades e miriades de homens e mulheres.

Alguns homens, a semelhança de um amigo, que procurou-me, há mais ou menos dois anos, não divórciou, pelo fato de não querer dividir os bens, ou seja, preferiu continuar vivendo no calabouço onde estava, a ter de abrir mão de um reinicio, de um reset, um novo setor de boot, um recomeço.

Minha irmã, continua casada com mesmo homem! Outro dia, conversei com ela, e apesar da experiência, ela diz, nem lembrar do ocorrido. Ela continuou a vidinha dela, como se aquelas correntes fossem naturais.

Certas limitações não vieram com ela, mas, foram adaptadas, incorporadas e adqueridas ao longo do caminho!

Nos prendemos, e vivemos felizes (alguns infelizes, mas vivem), nas prisões que gentilmente fechamos a tranca, guardamos e esquecemos da chave.

Muitos, nem desejam e não mais sabem como abandonar suas prisões. Muitos pássaros, já não sabem viver fora da gaiola! Gostam de suas prisões, mais do que, se arriscarem num ambiente inseguro e desconhecido, ao menos, nesta realidade estou adaptado

Não sabem mais viver sem estes entraves, estas correntes, estes grilhões.

Há quem diga: Talvez eu mereça essa prisão, por sentir pena dele”

As justificativas são tantas quantas se tem de encarcerados. Porém, porque as capas de misericórdias, não são suficientes para enlevar o apreço por si, e sentir-se penalizado de sua própria condição?

Porque misericódia, é exatamente isto, lastimar a desgraça alheia, e não a nossa!

Como vivemos em comunidades e em meios sociais, é comum, pensarmos que algo que nos aflinge e fere, tem o mesmo valor e teor para outras pessoas, e não é verdade.

A situação de minha irmã, era intolerável para mim, não para ela. Aquilo para ela foi insignificante, e cheguei a duvidar de minha capacidade em suportar situações, todavia, logo a razão entrou na sala.

Fábulas de Esopo:

“Uma águia pousada num penhasco olhava com muita atenção para todos os lados procurando uma presa.

Um caçador, escondido numa fenda da montanha e em busca de caça, viu a águia lá em cima e lançou uma seta.

A haste da seta penetrou no peito da águia e atravessou seu coração. Pouco antes de morrer, a águia fixou os olhos na seta:

– Ah, sorte ingrata! – exclamou ela. – Morrer desse jeito… Mas o mais triste é ver que a seta que me mata tem penas de águia!”

Moral: As desgraças para as quais nós mesmos contribuímos são duplamente amargas.


Anúncios

6 comentários em “As prisões de cada um!

  1. “Se não abrirmos os olhos para o que deixamos de ser, para o que largamos na caminhada, nunca encontremos o que buscamos na vida, nem nosso caminho de casa”.

    Belissimo texto!!!
    Amore!!! hoje, segunda-feira, com chuva, estou indo viajar!!! Ufa…consegui me livrar de minhas pendências!!! Beijocas e bom descanso!!!

  2. A situação de muitas mulheres vivendo na opressão é ditada pela educação. Como vc acha que muitas pessoas vivem sem saber como sair, ela também. Quando vc não admite desaforos vc reage. Espero que para o futuro as mulheres não admitam mais isso.

    E quando são homens presos as mulheres?

  3. Sabe Adão, casamento é uma coisa complicada e as vezes tremendamente simples. As vezes dá vontade de chutar tudo e sumir sem deixar rastro. Do mesmo modo, que as vezes, a gente agradece por ter escolhido aquela pessoa.
    Tudo na vida tem seus altos e baixos, com o casamento não é diferente.
    Uma frase, um modo de agir, que pode deixar vc absolutamente “P” da vida, pode não causar efeito algum numa outra pessoa. Isso tudo tb depende do momento.
    Enfim… Abraço pra vc e ótima semana.

    Mas, e os demais, que não são casados e vivem presos a certas circunstâncias?

  4. Não tenho opinião formado sobre isso…sério! Mas acho que todos os casamentos, são engolições de sapos constantes…Nunca fui casada só noiva, estou noiva de novo rsrs! Comodismo, não sei se é bem a palavra, mas acho que quando tu estás disposto a casar, é pq exista algo muito mais paupável que o amor… e são sim conquistas financeiras, parcerias em momentos difícies, compartilhamento de sonhos…e o amor lógico!

    Não acredito na possibilidade de esquecer um grande amor, sério rsrsrs, os sentimentos evoluem, e exite a evolução do amor! Bom querido, me perdi no comentário para variar…rssrsrsr Mas amei teu texto!
    beijos

    Se perdeu não! Concordo com algo mais paupável que o amor!!!

  5. Seu texto é maravilhoso. Beleza, lirismo e profundidade filosófica, em doses perfeitas que nos levam à reflexão. Voltarei mais vezes, Poeta!

    André, estive também no seu blog... bons poemas...
    Esteja a vontade, portas abertas!!

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s