Ações da alma Humana · Vidas

o filho que não era dela!


Na noite de sábado passado, 22/12/2007, re-encontrei um amigo que fazia algum tempo que ele me havia procurado para falar da situação dele.

Na época, quando ele passava por uma crise existêncial, também agravada por uma forte pressão social, a sua crise conjugal, foi a gota d´água para piorar a situação.

Lembro-me que aconselhei-o a fazer 3 coisas:

1 – Abandonar a igreja;

2 – Deixar de ir na casa da mãe;

3 – Divorciar-se da mulher.

Os problemas eram diversos, porém uma só ação sobre a vida dele: Opressão.

Ele vivia controlado de forma rígida. Vivia em padrões estabelecidos por outros. O controle era extenso; abrangia toda estrutura socio-economica, cultural.

Entre estas regras,  havia um código alimentar rígido. Havia também uma crescente, e atuante lista burocráticas. Para se usar uma bermuda jeans, primeiro, deveria perguntar e responder afirmativamente:

– Se Jesus estivesse em meu lugar, Ele usaria esta roupa?

Por longos 20 anos, desejou ter filhos, porém, ela não se esforçava quando ficava grávida. Por algumas vezes, permaneceu três a quatro meses grávidas, e por falta de empenho, acompanhamento médico, e repouso, o corpo expulsava e abortava a gestação.

Finalmente, ele, movido de paixão pela paternidade, viajou mais de 800 quilometros para adotar um recém-nascido. Criou-o com amor, e dedicação. Passou noites e dias de angustia com o filho. 

E, depois, de decidir divorciar, fazer tudo o possível para sair da relação de forma honrada, amigável, não foi possível.

Ela, que desde o inicio, nunca quis filhos, nem mesmo este adotivo, tem usado a criança como arma de opressão.

No último sábado, enquanto ia para a confraternização, ele em lágrimas disse-me:

– O filho, que ela nunca me deu, ela me toma! Isto é injusto!

Enquanto isto, aguarda a decisão judicial.

Por enquanto, devo concordar com o Tim:

Composição: Tim Maia
Azul da cor do Mar!

Ah!
Se o mundo inteiro
Me pudesse ouvir
Tenho muito prá contar
Dizer que aprendi…

E na vida a gente
Tem que entender
Que um nasce prá sofrer
Enquanto o outro rir..

Mas quem sofre
Sempre tem que procurar
Pelo menos vir achar
Razão para viver…

Ver na vida algum motivo
Prá sonhar
Ter um sonho todo azul
Azul da cor do mar…

Mas quem sofre
Sempre tem que procurar
Pelo menos vir achar
Razão para viver…

Ver na vida algum motivo
Prá sonhar
Ter um sonho todo azul
Azul da cor do mar…

Anúncios

12 comentários em “o filho que não era dela!

  1. Detonando ele??
    Hummm…guerra!! guerra!! guerra!! Manda ajuizar um processo criminal por crime contra a honra !! Uma injuria ou difamação nela e o pedido de um trabalho voluntário em orfanatos ou o cumprimento em cestas básicas!!!
    Tenho certeza que se isso tivesse acontecido antes, o magistrado iria pesar muito bem sobre sua decisão. Aliás, denota o claro desequilibrio dessa mulher e mesmo sabendo que são raros os casos onde a mãe perde a guarda, mas talvez o magistrado pesasse pela decisão da guarda compartilhada.
    Mas cabeça de juiz e bundinha de neném ….
    Conte-nos as novidades desse caso

    Beth – The Return ??? Hehehehehehe…mais ou menos !!

  2. Eita ……. assunto meu preferido !! Direito de Família…adoro essas pendengas judiciais.

    Guarda compartilhada !!! Guarda compartilhada !! Guarda compartilhada !! As pessoas caem ainda nessas pressões psicologicas matrimoniais porque querem meu amigo!!! Nada e nem ninguém o fará ficar longe do filho….

    Ahhhh se todos soubessem que briga boa é Direito de Família !!!! Principalmente com um bom advogado na mão!!!

    Boa Sorte para esse pai em 2008 !! E com um bom advogado, pois cabeça de juiz e bundinha de neném so sai …. (bem vc sabe o que quero dizer neh) ????

    Amigo !!! Feliz 2008
    Já cheguei e daqui a pouco parto novamente !!!
    beijão e até que eu sossegue o facho !!!

    Beth - The Return, fique a vontade... daqui a pouco chego lá.
    E não é que você tem razão. Eu disse-lhe sobre isto, e ele tá esperando para este mês a decisão do juiz. Enquanto isto, ela anda detonando ele para os vizinhos e amigos... pura baixaria!

  3. Que chato essa situaçao eim Adão… mas vc foi corajoso pra aconselhar essas coisas pra ele heim…
    abraços e feliz 2008 pra nós !

    Vini, pra falar pro outros o que deve fazer, eu tenho muita coragem. Mas, alguns já me responderam:
    Falar de mim é fácil, ser eu, é que é díficil

  4. A pior coisa é uma pessoa covarde, que não toma atitudes, colocar a responsabilidade de sua felicidade nas mãos de outra pessoa. Este cara é um bobo. E note que igreja, mãe e esposa são mulheres. Que tal crescer, virar homem e assumir seu lugar como tal, na vida? Do contrário é o buraco mesmo. Porque não separa e pede a guarda da criança, nem que for a compartilhada. Sai do marasmo!!!!!!!! Será que ele sabe arrumar a própria cama todos os dias ao levantar-se, fazer a própria comida? A dependência tem o seu preço. ÔOOO!!! Prestenção!!!!

    Magui querida, que bom vê-la por aqui! Esse cara já mudou muito! Ainda é um tanto quanto assim, covarde, parado, impreciso, porém, está mudando!

  5. Interessante sua história. Conheço uma bem semelhante não no caso da opressão religiosa, mas no caso da mulher que tinha esse mesmo perfil e quando se divorciou, um bom tempo depois o ex marido se apaixonou por mim e ela, vendo que ele estava realizado e feliz, começou a atacar de todas as maneiras em especial usando a criança. Acabou estragando o relacionamento e, é e faz, muitas pessoas infelizes a sua volta…enfim, assim caminha a humanidade.

    Que voce tenha seus sonhos azuis realizados em 2008! Bjkas

    Os humanos de maus intintos parecem mais numerosos do que "nossoutros"!!
    Grato por seus sinceros desejos!

  6. Olá Adão, neste mundo onde vivemos podemos encontrar tudo que imaginamos, pessoas com todo tipo de comportamento.

    Quero aproveitar a oportunidade e dizer que acabei de criar um site onde você poderá diminuir o tamanho da sua url sem propaganda e gratuito, é o http://www.br30.com quer ficará assim: http://seunome.br30.com ok… Salobro Bahia…


    Grato Messias por sua indicação!
    parece que estamos num laboratório, não é mesmo???

  7. Adão,
    Acho que a pior forma de covardia, é quando se joga com crianças, principalmente quando se tenta tirar de um filho mesmo que adotivo o amor que é dele por direito.
    Concordo com o Murdock, a vida nada tem haver com justiça ou merecimento.
    Poderia escrever paginas e mais paginas sobre o assunto, mas a musica já diz tudo.
    Já que acredita tanto na biblia, desejo que ele encontre um juiz com a inteligencia do rei Salomão.
    Quem ama um filho tem um ponto fraco e quem não ama nem a si mesmo, se prevalece disso.
    Boa sorte ao seu amigo e Feliz Ano Novo a vc e sua Familia!!!!

    Infelizmente, a vida é assim. Há pessoas de diversos tipos.
    Muitas semelhantes a ela, e um tanto muito parecido com ele

  8. É o que eu tenho feito, amore…”Mas quem sofre sempre tem que procurar, pelo menos vir achar razão para viver…”
    Adoro ler você.

    Um mega beijo

    Continue...
    não há dor que não passe!
    nem ferida que não se cure,
    porém, terá que sempre olhar a cicatriz!

  9. Como eu disse uma vez, a vida não tem nada a ver com merecimento…

    Ou mesmo com justiça.

    Abraços

    PS:Minha mãe gostou do Benito di Paula hehehe

    Murdock,
    Se fosse por merecimento, eu seria outra pessoa.
    Se fosse justa, eu teria melhores condições.

    Que bom (pena!!!) que sua mãe gostou!

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s