Opinitivo e Pessoal · Reconhecimento · Vidas

Tanajuras!


TanajuraEsta é uma imagem de uma TANAJURA.

Muitas pessoas não sabem o que é uma tanajura! Conhecem apenas a designação popular como designação típica ou características de algumas mulheres, porém, apenas  com referência a bunda, tal qual a traseira deste inseto.

No dicionário Informal lemos:

– Mulher com a bunda grande;

É uma pena!

A tanajura, quando sai de sua colônia de origem, sai com o propósito de ter a sua própria colonia. Nem sempre é possível.

As tanajuras quando saem em voo nupcial, podem ser facilmente atacadas por pássaros diversos.

Há também, por aqui, e em parte do Norte de Minas Gerais, no vale do Mucuri, o prato exótico, muito apreciado, que é a FAROFA da bunda da tanajura.

Quando uma tanajura consegue alojar-se para dar inicio a sua colônia, essa primeira parte, é como ter passado na prova do vestibular, agora é que começa mesmo a faculdade.

Ela ficará longo período sem poder sair de seu lugar. Ela trás consigo, da colônia ou vida anterior, no seu interior alimento. Este é regurgitado, e também, misturado com uma porção de bolo fecal, de onde ela obtem a reprodução de fungos para alimentar suas pequenas crias.

Depois de cerca de 100 dias, quando as primeiras operárias podem sair e conseguir alimento, é que esta RAINHA irá poder ter uma “vida normal” 

Algumas vezes é obrigada pela circunstâncias dá pedaços de si para que sua colônia prospere.  Ela produz certos tipos de ovos que são, talvez,  sacrificados em favor daqueles outros primeiros postos.

Assim é a vida de muitas das mulheres que encontrei pelas estradas do Nordeste.

Veja algumas fotos das mulheres do Nordeste Verdadeiras TANAJURAS, evidente, que não estou tecendo nenhum elogio ou comentários à bunda delas, mas, a entrega que fazem a sua família, a sua colônia, bem como a criação e manutenção da família.

Quase todas as fotos foram clicadas em movimento. Existem algumas poucas fotos desfocadas, porém visiveis.


Daqui pra baixo é o comercial do Blog!


Clique e compre um Notebook DELL! Neste Natal a Dell está trazendo excelentes promoções!

Neste final de semana temos uma condição única no Notebook Vostro 1000: 512MB de memória incluso e gravador de DVD grátis com R$ 200 de desconto!

Também teremos uma excelente condição no Desktop Dell Inspiron 531: monitor LCD 15” e gravador de DVD inclusos e 1GB de memória por apenas R$ 1499.

Tudo isso em 10X sem juros no cartão!


Anúncios

28 comentários em “Tanajuras!

  1. Sou brasileira e moro na europa… e pro cá eles tem hábitos de comer caracóis ,coisa que sou incapaz de comer… por incrível que pareça comentei com meu marido que já comi formiga(tanajura) e pra mostrar o que era fiz pesquisa e fiquei surpreendida com esse artigo… sobre as tanajuras… esta muito bem escrito, e explicado… sou bióloga e sempre fui fascinada pela a vida das formigas…é uma pena por cá não termos esse tipo de inseto. ´
    prometi a ele que quando formos ao brasil, iremos comer tanajuras….

  2. Muitas pessoas falam mal das tanajuras,sem nem sequer ter experimentado,nem ao menos ter visto. Não sabem como é deliciosa e nutritiva. Os nordestinos esperam 1 ano para que elas apareçam, para poderem degustar de tal delicia. Elas são consumidas cruas trazem vários bens a saúde humana, como por exemplo, inflamações na garganta, agapilore, visão com miupía e outros. Seria muito bom se fosse toda a época que elas viessem. Pernambuco

    Eu escrevi mal delas? Não. Se você entendeu que sim, ai é outro problema, e é todo seu!

  3. Eu adoroooooooooo comer içá ou tanajura,desde criança,hoje tenho 42 anos e sinto muito por hoje em dia não ter a facilidade de encontrar essa iguária.Se vc tiver ai me avisa que eu compro tá!rsParabens.

  4. Tanajura voa?

    Só nesta época Alma, ou seja, quando ela sai de uma colônia para funda a sua própria colônia, ela sai de lá alada, e voa. É fecundada, e depois, arranca as asas. Algumas espécies, mantém as asas para servir de alimento!

  5. Adão,
    Tanajura fazia referencia ao meu fisico, mas acho que não chega a tanto, rsrsrsrsrsrs
    Bjs

    Será Sarah, não se diz que aumenta mas não inventa… estava aumentando??? rs rs rs

  6. Rapaz, como esses bichos sofrem pra satisfazer uma coletividade. E, já que falou, aquelas mulheres tbm sofrem um bocado pra garantir a prosperidade da família. Vida dura! Mto dura!

    Já tive o prazer de degustar bundinha de tanajura frita; mas foi há tanto tempo que nem me lembro se gostei. De qq forma, se não tivesse gostado, estaria traumatizado hj… e me lembraria mto bem q gosto tem aquilo… 😛

    Abraços o/

    É verdade! Como eu nunca comi, não sei nem o sabor como é, porém é só esperar a próxima chuva e época de voo nupcial

  7. Uma lembrança inevitável: Uma vez vi um casal de caseiros (da empresa em que trabalhava) catando tanajuras e tirando a “bundinha” delas para fazer a farofa. Olhei e perguntei se eles não tinham nojo daquilo. Antes tivesse ficado calada, pois a resposta foi: “Dona, quem passou fome jamais esquece o tanto de bom que é isso aqui”.

    Fui lá na casa deles na hora do almoço e experimentei a tal farofinha.
    Olha Adão…é muito boa e ainda aprendi a tirar a bundinha e fazer farofa! Acontece e a gente aprende!!!

    ++ beijos
    fica com Deus

    Tirei fotos de algumas crianças correndo atrás das tanajuras, e ainda cantarolavam, como há 20 anos:

    – Cai, cai tanajura, na panela da gordura!!!

  8. Sei que teu objetivo não era esse. Mas ao ler esse teu post, ao ver as fotos, logo de imediato, me lembrei de Morte e Vida Severina, de João Cabral de Melo Neto – imaginei-te um retirante. Te vi também como um Sebastião Salgado que tão bem soube capturar e enquadrar almas.
    Foi inevitável esse paralelo.
    Procurei na obra de João Cabral uma linha que pudesse exprimir essa minha percepção além das tanajuras, esse meu sangue do sertão que corre em minha veias, mas somente a parte final pôde me resumir num todo. Ou seria te resumir? Ou seria nos resumir?

    beijos meu querido
    Uma boa semana para ti!!!
    ================================

    … “Com oásis, o deserto
    com vento, a calmaria”

    É difícil defender, só com palavras, a vida,
    ainda mais quando ela é esta que vê, severina
    mas se responder não pude à pergunta que fazia,
    ela, a vida, a respondeu com sua presença viva.
    E não há melhor resposta que o espetáculo da vida:
    vê-la desfiar seu fio, que também se chama vida,
    ver a fábrica que ela mesma, teimosamente, se fabrica, vê-la brotar como há pouco em nova vida explodida mesmo quando é assim pequena a explosão, como a ocorrida como a de há pouco, franzina mesmo quando é a explosão de uma vida severina.

    (João Cabral de Melo Neto)

    ==============================

    Só em ter feito você lembrar de João Cabral de Melo Neto, já me é satisfatório!

  9. meu amigo! eu tava comendo amendoim com mel e quando vi esse bicho aí me engasguei 🙂 isso é mesmo pa comer ? 🙂 tmb vi as fotos e realmente sao mulheres de armas
    hje deixo um video e um poema pa um amigo meu se kiseres vem ver e me diz se gostas
    +______088880____0____0____088880
    +____088888880___00__00___088888880
    +___088888888880__0__0__088888888880
    +___088888888880___00___088888888880
    +____088888888880______088888888880
    +____0888888888880_00_0888888888880
    +_______0888888880_00_0888888880
    +______08888888880_00_08888888880
    +____0888888888880_00_0888888888880
    +___08888888888880_00_08888888888880
    +____0888888888880_00_0888888888880
    +______08888888880____08888888880
    +________08888880______08888880
    +__________0880__________0880
    +___________00____________00

    *´¨)
    ¸.*´¸.*´¨)¸.*¨)
    (¸.*´ (¸.*` * Beijos…e boa semana
    carla granja

    Grato querida, irei mesmo ver-te! E desculpe se te assustei!

  10. Adão,
    Com tal tanajura ou sem ela, esse bichinhos perturbam a paciência da gente, não? Principalmente às miudinhas…
    Na próxima encarnação eu não posso voltar aqui em forma de formiga ou aranha!
    Se isso acontecer será o inferno…
    Sou um exterminador delas.
    Abs

    André, segundo a biologia, o bicho mais venenoso do mundo, é uma destas pequeninas espécies de formigas.

  11. Adão. Essas mulheres são verdadeiras gueirras! Após ler o teu post me lembrei da matéria que o Amauri Junior fez e, foi exigida ontem na tv, sobre as riquezas de Dubai. O mundo é assim mesmo, infelizmente, desigual. Grata pelas gentis visitas. Um abraço.

    Cármen, eu mudei o canal no momento que o programa começou, não gosto de sentir inveja, e desejo ter o que não posso ainda adquirir, é só mexer com sentimentos hibernados, não é necessário

  12. É muito dificil mesmo o dia a dia das mulheres do nordeste, o mais triste é as meninas na beira estrada, um gancho para a prostituição infantil.
    É triste ver pessoas viverem como se estivessem na idade da pedra.
    Eu era chamada de tanajura, rsrsrsrsrsrs.

    Bjs

    Díficil, angustiante, doloroso, etc. E tinha razão em chamar de tanajura?

  13. Dizem que farofa de Tanajura é bom…

    Desde pequeno que ouço isto, mas minha mãe, criou uma barreira mental em nós, ao dizer que a gordura das bundas das tanajuras eram dos defuntos. E hoje, ainda que seja um comedor de cadaveres, ainda nunca conseguir comer uma farofa de bunda de tanajuras.

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s