Ações da alma Humana · Lembranças e Nostalgias · Relacionamentos, casamentos e contratos

Eu e Ana Lídia


No último ano que estudei no Polivalente, lá no Bairro da Vila Nova, tive vários contra-tempos, momentos tristes e também inesquecíveis. O colégio era longe de minha casa, pois, meu pai, resolveu separar-me de uns amigos lá do bairro.

Neste último ano, sofri com a Vanessa; quem não leu, aproveite e clique no link: Crédulos e Enganados, e também, fiquei de recuperação em Inglês, Matemática e Educação Artistica. Minha mácula no colegial.

Estudei no Polivalente da quinta série até a oitava série. Fiz boas e duradouras amizades. Na oitava série, depois da Vanessa, sofri um outro golpe. Esse, tão sujo quanto os enganos da Vanessa.

Ana Lídia, era uma fofura de colega. Branquinha. Magrinha. Cabelo escorrido. Alegre. Risonha. E, diziam lá, que a Ana Lidia, era também muito burrinha.

Havia até uma história, de que certo dia, ela foi ao banco pagar a mensalidade do colégio; naquela época, os pais que podiam contribuir com as despesas do colégio, declaravam quanto podiam, e então pagava no banco.

Naquele dia, ela foi pagar a mensalidade dela, e também, do irmão. E diziam, que ela pegou a fila, pagou a mensalidade dela; voltou para o fim da fila, para pagar a mensalidade do irmão.

E, isso não foi o ápice. Diziam que tudo tomou os contornos de asnices, quando a mulher do caixa, perguntou-lhe:

– Porque você não pagou as duas juntas?

– Porque a primeira mensalidade era a minha, e essa é a mensalidade do meu irmão; é pra não misturar e o colégio saber, que eu paguei minha e que paguei a de meu irmão.

Outros contavam a história e dizia que ela agiu assim, pro pessoal, não pensar ela estava cortando fila pra pagar a mensalidade do irmão.

Eu e Ana tinhamos uma boa amizade. Ela a aluna bonita, eu o feinho! Eu nem dava cola pra ela. Ela não exigia nada de mim. E eu não cobrava nada dela.

Eramos também de classe social diferentes. Enquanto o pai dela pagava os maiores valores, para meu pai, o pagamento era facultativo. No tempo de frio, ela sempre tinha um belo cachecol, um bonito moleton, que na época era um luxo ter.

Nós sentavamos na quadra para assistir aos jogos. Conversavamos no recreio. Saiamos juntos pra todos os lugares no colégio. Porém, certo dia, “um outro amigo”, que morava lá no Morro do Zaru, o Celestino, que era popularmente chamado de Celestian, saiu espalhando no colégio que eu estava apaixonado por ela.

Ela nunca me deu a chance de explicar. Nunca mais falou comigo. Passou a evitar-me. Saia de onde estava, quando eu chegava, e não se aproximava dos lugares onde eu estava. Vivia olhando pra mim com aquele olhar de cachorro que fez coisa errada, mas, que não sabe falar, nem explicar o que fez.

Nunca soube o motivo que levou o Celestino a espalhar tal conversa. Ele apenas dizia que sabia que eu era apaixonado por ela, porque eu falava muito nela, que eu me preocupava com as notas dela, e defendia-a quando chamava-a de burra, e que tentou ajudar-nos a assumir nossos sentimentos e namorarmos.

Mais tarde, uma amiga, que tentei ser namorado me disse:

– Certas intimidades acabam qualquer amizade!

Não desejo um amigo como o Celestino para nenhum de vocês, apesar de saber, que todos podem ter um.


Anúncios

16 comentários em “Eu e Ana Lídia

  1. eu sinto muito bela sua filha ela era muito linda e todo muito ficou muito orrorizado com isso mais tudos nos vamos fazer justiza e se a contoce com outra pessoa que deus me lifre que nao a contesa com niguen isso agente estudate vamos fazer justiça para prender o homem que feiz isso e deus deve ta cuidano muito bem dela la ensi ma e ela deve ta olhando todos nos aqui em baixo para que nao acontesa isso de novo

  2. Crianças e adolescentes sabem ser cruéis, principalmente na escola! Há uma necessidade de ridicularizar, rebaixar o outro, que até hoje não entendo. Sua história fez com que eu lembrasse de algo que passei no colégio, já cursando o 2° grau. Era apaixonada por um rapaz da minha sala, só que não tinha coragem de me declarar. Nesse meio tempo, ele arrumou uma namorada e, não sei como (talvez pela minha maneira de olhar para ele), ela acabou descobrindo essa paixão que eu nutria por seu amado, e, durante aquele ano inteiro tentou ferrenhamente me humilhar, sempre que eu aparecia e ela estava entre suas amigas. Aquilo me doía, mas eu não deixava me abater. Graças a Deus, eu tinha minha turminha de amigas tbm, que revidava a cada provocação, tirando-lhe o rebolado. Anos depois, já fora do colégio, ela sempre passava por mim de bicicleta e fazia questão de me cumprimentar pelo nome, o que acredite ou não, me incomodava. Talvez por não termos nos resolvido de fato. Mas a vida é engraçada, né?! Tempos depois, qdo entrei numa loja para comprar um CD do Phil Collins, quem é que me atende??? Ela! E o mais incrível, veio chorar as mágoas para mim. Disse que o casamento dela (ela chegou a casar com aquele que me fazia suspirar pelos cantos) tinha sido um fracasso, que ela tinha se arrependido de largar a vida aqui na cidade por conta dos sonhos do marido e que tinha se divorciado dois anos e meio depois do casório. Olha, juro que não sou de me alegrar com a desgraça alheia, mas não posso negar que nesse caso, saí de alma lavada daquela loja. 😉

  3. Adão,
    Moro num bairro pequeno, então por aqui o que não falta é celestino.
    Quanto a Ana Lidia acho que ela era do tipo que se importava demais com os outros, entrar na fila duas vezes pra não pensarem que ela estava furando? ela não pensou, agiu como achava que os outros esperavam que ela agisse.
    Amizade verdadeira vence qualquer celestino.
    Ou então ela tinha uma quedinha por você e quando viu que não seria correspondida se afastou…Ou seria?
    O problema dos Celestinos é que sempre tem os outros como aliado, quem se importa com eles é derrotado pelos Celestinos da vida.
    Bjs

  4. nao acreditei na historia da fila, hahaha… hilario, hahaha… e dp vem dizer q a menina nao era burra, hahaha… tadinha…
    e sempre encontramos um celestino por aí, cheio de boas intenções… acho q todos já fomos vítimas de um tipo assim…
    certas intimidades podem mesmo acabar com uma amizade, mas também podem transformá-la em um gde amor, só os 2 estarem na mesma sintonia…
    bjao…

  5. ♥ . . ♥ . . ♥ . . ♥ . . ♥ . . ♥ . . ♥ . . ♥
    ……… ) ` – . .> ‘ `( ……..
    …….. / . . . .`\ . . \ …………vim♥
    . ……. |. . . . . |. . .| ………..te♥
    .. ……. \ . . . ./ . ./ ……….fazer♥
    ……….. `=(\ /.=` ……………uma♥
    …………. `-;`.-‘ ………… .visita♥
    . ………….. `)| … , ………… e♥
    ……………. || _.-‘| ……… deixar♥
    …………. ,_|| \_,/ ………….. uma♥
    . …… , ….. \|| .’ …………..rosa♥
    ……. |\ |\ ,. ||/ ……………..para♥
    . … ,..\` | /|.,|Y\, …………….que♥
    ….. ‘-…’-._..\||/ ………… ….teu♥
    ……… >_.-`Y| …………………dia♥
    ………….. ,_|| ……………..fique♥
    ……………. \||………….perfumado♥
    …………….. || ………….♥
    …………….. || .Bjs…♥
    e bom fim de semana
    carla granja
    bom e k tal eu e carla granja 🙂

  6. Adão, entendo essa de Celestino.. teve um dia que prometi não ia mais contar nada, nadinha da minha vida pra minha irmã, que não se chama Celestina, mas bem fez Celestinices comigo a vida toda!!!!
    Quase morri de rir com a menina usar cachecol e moleton nos tempos de frio, aqui isso resultava em pnumonia. Inverno aqui só com muita lã!
    Beijos

  7. Cara! Saudades desse blog e de suas histórias, meu brow! Adorei essa… tbm tive uma amiga burrinha na faculdade de Direito que, numa certa ocasião, perguntou para o professor de Direito Penal se “papagaio poderia ser testemunha”!! Nesse dia, um promotor de justiça amigo do professor estava visitando a sala… o pobre professor pediu desculpas aos visitante pela pergunta estúpida e a classe toda rachou o bico!

    Putz! Que dia inesquecível… kkkkkkkkkkk
    Claro que nem se compara às peripécias de sua amiga, no banco. Caraca! Não é possível uma coisa dessas!!! Kkkkkkkkk

    De qq forma, menina estranha, não? Ainda que vc realmente estivesse apaixonado… e daí??? Vc não faltou com o respeito com ela, pow! Vai entender… talvez a falta de inteligência da garota contribua para tal atitude irracional…

    Cara! Vim te trazer um aviso besta: voltei a BLOGAR, meu amigo! Não q seja uma ótima notícia, mas… tudo bem! Abração o/

  8. Ainda bem que não mesmo! E quem tentou pisei na cabeça e esmaguei, ou a vida deu o troco devido. kkkkkkkkkk

    Putz Adão…agora que reparei o comentário da tua ex-futura namorada e amiga. Uma vez eu disse isso à um amigaço que era apaixonado por mim e durante anos cultivava àquele carinho e dedicação devocional.

    Mas quando o diabo tenta é complicado. Eu sempre dizia à ele que tinha duas opções:

    1- ou perde a amiga e ganha a namorada
    2- Ou perde a namorada e ganha a amiga.

    Putz…ele preferiu a primeira. Perdeu a amiga e os agregados que a cercam. Falta de aviso não foi, pois nunca me torno amiga de ex…

    Chato né? Mas acontece…as vezes sinto falta do colo dele, mas o colo dele nunca mais será o mesmo colo. Chato isso !!!!

    Beijos amigo e bom feriado
    ficarei por aqui no Estado indo e vindo, a gente vai se falando.

  9. Adão, o lance da fila, hilário.Mas eu acho que era maldade do pessoal.Penso que foi inventado.
    Quanto ao “amigo”, lamentável.Por esse motivo é que devemos cuidar bem dos AMIGOS!
    Grata pelas informações quanto ao link! Mais um motivo para te homenagear!
    Respondi o teu comentário e do Murdock. Estou procurnado o blog dele, mas não encontro(Tentei através do comentário, não funcionou risos). Vim aqui, tentei encontrá-lo nos amigos linkados e…
    Passa aqui mais tarde.

  10. Poxa adão… vamos dar umas porradas no celestino… rs
    Brincadeiras a parte.. eu tbm já sofri algo parecido cara.. NO meu caso foi ao contrario… era uma menina que todo mundo gostava.. e ela ficava me olhando (acho que pensava, como pode ser tão esqeuisito) e todo mundo ficava falando que ela era apixonada por mim…

    Resultado.. ela se afastou…

    Casos semelhantes atitudes semelhantes de partes opostas. Porém mesmo fim!

  11. Vixi … entendo muito bem o que é isso.
    Tem uma música do Jair Rodrigues que coloquei nos depoimentos um amigo no orkut:

    “Deixa que digam
    Que pensem
    Que falem
    Deixa isso pra lá
    Vem pra cá
    O que que tem
    Eu não estou fazendo nada
    Você tambem
    Faz mal bater um papo
    Assim gostoso com alguem ? ….
    E eu adoro papear com você !”

    E graças a Deus faz tempo que não encontro um Celestino.
    Já tentaram, mas ainda falta muito para se fortalecerem.

    beijos amigo querido !!!
    Vc é especial….

    Ainda bem que não, ainda bem que não! Não desejo algo semelhante a ninguém, nem mesmo a meus inimigos, é constrangedor e cabulante.

  12. E você era apaixonado por ela?

    Não! Apenas tinhamos muito em comum, e viviamos conversando sobre nossos desejos e sonhos! Era isso que o eles não aceitavam. Passavamos muito tempo juntos, mas, não havia nada além disso!

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s