Assuntos da Alma

Pretérito (im)perfeito ?


Como dói saber o passado que não te pertence e que você gostaria de possuir. O pretérito está sempre a nos assaltar, como se pudesse obter controle do presente, e subjugar o futuro. Mas não!

A importância do passado é que ele nos permite lembranças. Sejam estas boas ou más, o passado é “quase” sempre possível lembra-lo.

Por mais que se tenha uma relação atual, baseada na confiança, há momentos em que a tensão sobe, e por algo, que na balança, não deveria nem oscilar o fiel. Entretanto, a temperatura sobe e as partes se olham atravessados.

– Quando eu fui para Jacobina com ele… – Ela nem terminou a frase, e ele já atravessou –

– Pára! Pára! Estas suas histórias me intrigam e me pertubam.

– Não sei porque? Aliás, eu já sei sim! Lá vem o papo, de que foi nesta época que alguém me comeu, foi ai que você perdeu a virgindade e que eu nunca te contei? Vai tomar nos seus infernos, vai-te pra porra seu filho da puta!

Enxugou-se na toalha ainda nova, e foi logo para o quarto. Deitou-se e não quis nenhum dialogo.

Ele chega, chamando-a de amor, e quer saber o que ela queria dizer, antes dele interromper com as velhas dúvidas. Havia sido ele o primeiro dela, assim como ela foi a primeira dele?

Chorosa e lamentando-se, ela volta a conversar, porém, desta vez não quer justificar-se. Quem foi-lhe o primeiro. – Cara entende uma coisa: O “passado passou.”! – Disse em voz alta.

O passado mais complicado para nós, ao menos para mim foi e ainda continua sendo, o tal do pretérito perfeito, pretérito imperfeito, pretérito-mais-que-perfeito, e que eu sempre tirei nota mínima na escola, por melhor que fosse os meus professores. É o único pretérito que me perseguiu enquanto estudei. E hoje, digo que não vivo assombrado por ele.

Há quem dê mais importância ao passado que ao dia que tem. Vive se martirizando com lembranças e recordações, e se possível, arregimentaria um exército para modificar a sociedade atual para que tudo voltasse a estar de acordo com suas lembranças.

O pior de viver presos ao passado e ao romantismo, é querer modificar o imodificável: O passado.

Se, não é-nos, facultado a possibilidade de modificar nosso passado, como pode alguém querer sentir, se ressentir do passado de alguém quando ainda nem se conheciam?

Lembro-me de uma namorada que tive na cidade de Frutal-MG. Namorei-a, porque numa noite acalentei-a, quando fora dispensada por aquele, que até aquela noite havia sido objeto de seus mais sinceros sentimentos.

O motivo de sua desilusão, foi tão somente ao fato de ouvir da boca daquele que ela dizia amar: “Eu nunca casarei com uma mulher que não seja virgem, porque o passado dela pertence a outro homem, e este homem poderá voltar ao presente dela, e ele, certamente, continuará presente no futuro dela.”

Ela não entendeu assim. Entendeu e mentalizou que fora rejeitada por que tinha uma filha. Ela chorou em meus ombros naquela noite. Na noite seguinte também. E de tanto estarmos juntos, aconteceu um breve namoro.

Imaginem se vou deixar de “ter” (Talvez “estar com”) uma mulher HOJE, só porque no passado ela era de outro?

Apesar do passado condenar a muitos, não deveria impedir-nos de obter o melhor do presente, e planejar algo melhor para o futuro. É como ela disse: O “passado passou.”

Não vale a pena prender-se nem mesmo ao nosso passado mais glorioso, quanto mais, ficar remoendo o passado de alguém que apesar de existirem numa mesma época, jamais souberam da existência um do outro.

Anúncios

3 comentários em “Pretérito (im)perfeito ?

  1. P.

    Grato por sua indicação. Nostalgia é bom, mas não altera nada no passado… não é mesmo? E com o tempo, o passado, ainda que tenha sido marcante, fica registrado apenas como uma boa ou má recordação.

    Prill
    Como não sabe? Por acaso, pensas que nunca fui no seu blog? Eu gosto das tirinhas dos HQ, e etc.

  2. boa postagem pro leitor jogar o copo no chão (copo de vidro, lógico) com umas palavras de consehlo, ordem ou moral. sabe que não sei fazer isso? ok, não sabe. só o que eu acho q’eu sei é que o passado nunca passa mesmo.

  3. Nossa Adão tem dias que sou totalmente nostalgia. rs
    Não gosto de planejar futuro, prefiro esperar acontecer e pronto.

    Ah! Tem uma brincadeira, pois hoje é sexta-feira, e te chamei para participar, ok?
    Bjks,
    P.

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s