Relacionamentos, casamentos e contratos

Eu e Patricia


Havia descido na Rodoviária de Texeira de Freitas, para uma baldeação. Estava na fila para comprar a passagem quando a loirinha que estava a minha frente foi atendida, e ao ouvir minha voz exclamou em tom de alegria:

– Adããooo! Ai, que alegria, como vai você? Que bom encontrar você aqui!

Mais uma vez Patricia me surpreendeu. Antes, muito antes disso, ela havia declarado que gostava de mim, porque eu trabalhava para ter meu próprio dinheiro. E eu? Eu morria de vergonha de ser ajudante de pedreiro de meu pai, e sofri com ela o meu grande Complexo de Inferioridade Investida. Não me entrou na cabeça que aquela menina linda, loirinha, olhos azuis pudesse gostar de mim.

Mas, depois de algum tempo ela conheceu o Luiz Carlos e desmanchou-se em amores por ele. E naquele dia de reencontro, nós conversamos por longos minutos. Foram momentos agradáveis, apesar de algumas noticias tristes.

– E você e o Luiz Carlos? Continuam juntos?

Os olhos dela encheram de lágrimas. E disse-me com tristeza que ele havia sido assassinado.

Respirei fundo. E tentei mudar o assunto, mas ela contou-me como havia acontecido. E então, relatou-me suas desventuras amorosas.

Ela e o Luiz Carlos era um caso complicado. Ela se envolveu com ele na esperança de que em algum dia haveria mudanças nele.

– Olha Adão, o Luiz, que eu conhecia no colégio, só existia lá quando estava com os amigos e nos bares,  e também nos lugares que ele queria estar. Quando chegava em casa, ele se transformava noutro homem. Se fosse sempre aquele Luiz lá do colégio teria sido linda a nossa história.

Conversamos até que o ônibus dela chegou. Despedi-me com um breve beijo em sua face, e nunca mais a vi, isto é, desde aqueles dias de 1991.

Com a conversa com ela, anotei em minha agenda, e apesar de haver mais de 15 anos, vejo que ainda permanece atual as anotações que fiz naquela época.

Eis abaixo as anotações sobre a relação de Patricia com o Luiz.

1 – A imagem idealizada

– Eu pensava que ele era o melhor homem do mundo, porque ele era um cara legal no colégio.

2 – Poder de transformação. 

– Eu acreditava que o amor que eu sentia por ele seria capaz de transformá-lo num homem diferente.

3 – Eu é que sou exigente.

– Achava que ele era uma boa pessoa, e os defeitos deles, não eram deles, era tudo fruto de minha obsessão pela perfeição.

4 – Algo em comum entre nós.

– Havia pontos em comum entre nós. Nós gostavamos de várias coisas em comum, e eu pensava que isto era suficiente para manter o meu amor por ele.

5 – Era uma fase

– Quando descobri que ele não se importava com uma série de coisas importantes para mim, (Ele não pensava em casamento, em filhos, em emprego, em ter uma casa) achei que era apenas uma fase.

6 – Comparações: É igual. Será diferente?

– Mesmo depois que ele morreu em meus braços, ainda passei algum tempo resistindo aos novos namorados porque queria comparar o atual namorado com Luiz, ainda que estes fossem diferentes, sempre achava que haveria uma tragédia me esperando no fim.

Quantas Patricias existem por ai hein?

Anúncios

6 comentários em “Eu e Patricia

  1. Concordo com o Rafa
    Idealizações ao final só nos decepcionam.
    Nunca idealizo as pessoas e peço que façam o mesmo comigo. Sou capaz de amar, de magoar e o pior…de desprezar. Quando me idealizam, sempre se decepcionam. Não gostaria de magoar ninguém.

    Amore …… tb estou com saudades. Os treinos estão me deixando estafada e sempe sonolenta ao final do dia. Mas estou sempre passando por aqui para ver as novidades.

    beijinhos saudosos

  2. Pois é …………….
    E quantas não vivem de fases? Precisou ele morrer para ela passar para a próxima fase?
    Nossa!
    Idealização. E quantas não idealizam? E precisam de um rompante da vida para passar para a próxima etapa.
    Estranho isso não é mesmo?
    Mas acontece!

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s