Ações da alma Humana

Medo e Segredo


Sou casado desde 14 de outubro de 1995. Convivo com Kátia desde 1993, quando fui responsável pelas conferências públicas na cidade de Lapão – BA (Uma cidade pequena daqui da região) Ela era minha secretária evangelista. Logo depois, seguindo a idéia da dicotomia, ela entregou a Alma ao Senhor; Quanto ao corpo, eu peguei! Porque afinal, é a carne que é fraca!

Antes de nos casarmos, tivemos algumas conversas reveladoras sobre nós. Foi, na época, algo especial para nós nubentes. Pensávamos estar fazendo a melhor de nós, em doação de um ao outro; porém, isto se revelou uma grande cilada.

O medo!

Falamos sobre nossos medos. Eu tinha medo de não ser capaz de manter, suprir as necessidades da casa; pagar todas as contas; sustentar ela e os filhos que nasceriam. Mas, um amigo, que casou-se um ano antes me tranquilizou dizendo:

– Coisa! (Apelido íntimo e só este amigo me chama assim!), fazer a feira do mês, pagar as contas, é a menor de todas as coisas no casamento. Se esse é o seu medo, case sem medo de ser feliz, porque a feira, você vai conseguir fazer todos os meses… os problemas são outros!

O grande medo dela era que o casamento não vingasse; e eu fosse embora, deixando-a como mulher separada e abandonada.

Eu, não posso me permitir utilizar tal informação para manipular ou tirar proveito do medo dela. É muito complicado, porque fico me vigiando. Tenho que me cercar de cuidados para não utilizar esta informação como meio de opressão e manipulação emotiva.

Eu não posso, ainda que consiga, utilizar este medo dela num momento de ira, de raiva, de insatisfação para cercear-lhe suas vontades e desejos, sempre ameaçando-a: “Eu vou te jogar ao vento” – Já até aconteceu deu, certo dia sair de casa e dizer que não voltaria, porém, lá pras 15:00 me bateu uma fome, e eu voltei. Encontrei-a me esperando, olhos vermelhos e Kaio, ainda pequeno perguntando:

– Mainha! Painho não vem comer não? Ele foi embora mesmo! – Ela olhou para ele e respondeu:

– Olha seu pai ai meu filho!

Pode ter sido um xeque da parte dela. Afinal, nós já estavamos juntos a mais de ano e ela bem poderia, tendo o conhecimento de meus principios morais, éticos e espirituais estar fazendo justamente o que eu nunca tive coragem de fazer: manipular. Mas, será?

Fico realmente preso nalguns conceitos morais e éticos. Tirar proveito assim, por exemplo, é um! Todavia, fazer o que não é?

Segredos!

Outra informação ruinosa é você conhecer segredos do passado de sua esposa, esposo, companheiro, amante, etc e tal. Todos guardamos segredos. Alguns até bobinhos. Mas todos temos segredos, e fazemos questões de guarda-los.

Nós porém, naquele dia resolvemos nos abrir um ao outro, revelando o segredo que mais o incomodava. Quando ela falou o segredo dela, houve um agravamento tal no tom da conversa, que essa conversa acabou. Passamos sem intermediação alguma da conversa civilizada, calma, tranquila e que pensavamos que ajudaria o futuro casal, para a discussão e o debate e finalmente o termino do noivado. Faltava 3 meses para o casamento.

Na briga que se fez, eu acabei nem contando o meu segredo, e nunca o fiz. E vos declaro, é segredo? Guarde-o!

Este segredo que eu fiquei sabendo dela, logo a família toda ficou sabendo, porque com o termino do noivado, eles queriam saber o motivo. Como disse minha mãe algum tempo depois a Kátia:

– Um casamento se faz com briga, reconciliação e sexo, nem sempre nesta ordem! – 

E foi assim! Quase nesta ordem.

Este segredo, hoje, não tem nenhum significado para nós, e para a família, porém o fato de saber algo íntimo da pessoa amada, é obter uma faca de dois gumes.

Digo-vos, que não há grilhões mais poderosos do que estes que podem nos aprisionar a alma, o corpo e nosso espírito. Eu sei alguns segredos dela. Ela sabe alguns meus. Porém como isto pode prejudicar nossa relação? Simples, uma das partes, pode usar tais segredos para manipular a vontade do outro.

Uma das “boas” coisas em saber um segredo, é justamente, ter o poder sobre o outro, chantagear, manipular, aprisionar, tirar proveito de.

Desde então, temos nossas vidas juntas e separadas. Sei que ela guardas segredos, porque afinal, não foi porque ela se juntou a mim, que ela perdeu seu direito constitucional a privacidade, ao direito de ir e vir, de inter-relacionar, etc e etc.

Nesta situação, o que eu faço?

Uso o segredo contra ela?

Porém, ao fazê-lo, me torno um canalha, se bem quê, o que mais existe na atualidade é canalhice.

Ou ao conhecer um segredo dela me apego mais a ela por saber que é semelhante a mim?

O segredo distância e na mairoa das vezes cria repulsa, decepção e flagelo. Fique longe dos segredos do seu parceiro ou parceira. Saber tais segredo pode atté feri-la(o), porém, pode ser mortal para você e para seu relacionamento.

Se contente em apenas saber: todos temos medo e todos guardamos algum tipo de segredo.


Anúncios

5 comentários em “Medo e Segredo

  1. Nada mais verdadeiro do que a máxima “saber é poder”. Esse “poder” significa tanto a habilidade adquirida para executar algo, quanto o sentido de domínio sobre algo ou alguém.

    Engana-se quem pensa que o poder está na força. Ele está no conhecimento….

    Conhecer demais sobre o outro é adquirir poder sobre ele, pois, e como você bem disse, podemos manipulá-lo. E cabe àquele que conhece, exercer o poder para bem ou para o mal.

    Por outro lado, ao mesmo tempo em que não deixar ser conhecido é querer manter-se livre, não se permite, em muitos casos, que nos entreguemos totalmente a quem nos ama.

    Terrível dilema esse. Contudo, nele se revela a beleza do amor: deixar o outro ser outro com seus segredos, pois aí se encontra a sua autonomia e liberdade. E a quem ama, cabe satisfazer-se no deleite que é amar, sem saber, sem poder: apenas amar por amor.

    abraços
    (linkei vc!)

  2. Beth
    ————————————-
    Há um ditado que diz que “segredos entre 3 só matando dois.”
    Nos casais, hoje, podemos dizer que isso é a tal cumplicidade;
    porém, quando o segredo atinge a moral, a estima, e outros
    sentimentos do parceiro, a situação se complica e o amor,
    e outros sentimentos esmaece.

    A pergunta, do amigo do seu amigo que eu estou pensando que
    é seu amigo, é o tipo de pergunta que classifico: Essas são
    perguntas que não se faz!

    VAN
    ————————————-
    A reciprocidade do amor e do carinho não é uma regra.
    Eu já gosto do seu blog e te visito, e o fato de não
    haver um link ai, isso não vai mudar

    Um cheiro…

    Sarah
    ————————————-
    Lembrei de Cazuza em Faz Parte do meu Show:

    “Faço promessas malucas
    tão curtas quanto um sonho bom
    Se eu te escondo a verdade, baby,
    é prá te proteger da solidão”

    Adão Braga
    http://www.holistica.com.br/artigo1
    https://adaobraga.wordpress.com

  3. Segredos…………..
    As vezes virão assombração, hoje acordei pensando neles, meus segredos, alguns deles carregam parte da sua verdadeira personalidade, Ela esconde a vida de Eu, (comecei com minha loucura), me perguntei ao acordar, Quem realmente conhece meu lado Eu?

    “Não importa com quem voce se case, sempre acorda casado com outra pessoa”Marlon brando.

    E é ai que esta o segredo do casamento, a aceitação dessa pessoa que evolui.
    Eu sou um pessoa que rapidamente encontro segredos, não que eu fuxique, uma coisa aqui outra ali, e a anteninha pisca. Tem segredos que realmente destroem um relacionamento, e é o passado do outro e as vezes nada tem haver com você. então é melhor não saber.
    E o pior é tentar contar um depois do casamento, se chegou até ele com o segredo morra com ele.

    Usar pra manipulação é golpe baixo, é canalhice mesmo, mas eu conheço pessoas que não pensam duas vezes em usar segredos, principalmente os de familia, ahhhhh… esses derrubam.

    Beth, voce ten razão sobre o seu amigo, nunca pergunte a uma mulher sobre o ex, na certa não vai ouvir a verdade.
    Outro dia eu ria com uma amiga, antes de casar a maioria de nós tivemos 3 namorados, e depois começamos a contar os 3 ex-namorados mais os ex-maridos, é que 1 ou 2 parece mentira e mais de 3 eles se assustam, então 3 é o numero perfeito, e eles sempre são os vilões, fomos sempre as vitimas da traição e do descasos.
    Mas tem que ter jogo de cintura, as vezes escapa alguma coisa e infelizmente usamos a aceitação com o segredo do outro para exemplificar a falta de importancia da recem descoberta.
    Adão, pensei em abrir um espaço sobre os segredos de Eu, mas ja desisti, pensei em postar algo, me espreguicei horas na cama hoje pensando neles, mas seu post foi o suficiente, so espero que vc não tenha adquirido o dom da profecia, rsrsrsrsrsrrsrsrsrsrrsrsrsrrsrs.

    Amei o texto,
    Bjs

  4. O, querido….
    Vou corrigir o erro imperdoável de não ter te linkado ainda!
    Obrigada pelas visitas! Adoro!
    ………………………………………………………..
    Pronto! Linkado!
    Beijuca

  5. Não sei se entendi….coisas de intimidade de casal e nunca naveguei por esses mares. Antes dos segredos, vieram as atitudes e sou muito observadora, penso demais. Pensei muito e cancelei dois casamento às vesperas deles acontecerem, apesar de ser muito amada por ambos e pelas respectivas famílias. Ainda bem que eles não guardaram os segredos de sua personalidade pra depois das bodas. Consegui a tempo me resgatar.

    Mas o que mais admiro nos casais que conheço, e que são um grande exemplo do que quero, é o respeito, admiração e amor que nutrem um pelo outro e que perdura durante os anos. E nessas atitudes está implicito os seus segredos, o respeito pela privacidade e liberdade. Segredos que todos temos e que muitas vezes só são permitidos aos amigos – aos verdadeiros amigos. E que somente um casal que verdadeiramente se ama carrega com consigo, sem cobrar, sem se auto-flagelar. É melhor não saber, para não se decepcionar.

    A idealização atrapalha, mas a queda dela também. É melhor ficar quieto.

    Recentemente um amigo disse para sua futura namorada (ainda estão nas tratativas virtuais). “Diga-me onde seu ex errou para que eu não cometa os mesmos erros.” Ele jamais deveria ter dito isso à ela.

Comentar este texto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s